Aposte na terceira idade

De olho no crescente público consumidor idoso, empresas oferecem produtos e serviços específicos para essa população

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2015 14:15 / atualizado em 26/10/2015 14:59

Paula Braga /Especial para o Correio

A imagem do idoso que depende da família e quase não sai de casa já caiu por terra. Com o aumento na qualidade e expectativa de vida, as pessoas têm permanecido ativas por mais tempo e o estereótipo dos avós aposentados que não têm atividades ou compromissos está cada vez mais enfraquecido. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população idosa tem crescimento acelerado no país: a expectativa é de que o grupo de pessoas com 60 anos ou mais será maior que o grupo de crianças com até 14 anos já em 2030. E, em 2055, espera-se que a participação de idosos na população total seja maior que a somatória de crianças e jovens com até 29 anos. Atualmente, o país tem 26,1 milhões de pessoas acima de 60 anos.


“O montante de pessoas que estão envelhecendo no país representa uma oportunidade para o mercado. É uma potencial tendência que deve se firmar para os próximos anos”, aposta Rodrigo Amantea, coordenador dos programas de educação executiva do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), que oferece formação na área de negócios.


Entre as áreas que estão buscando atender ao público com mais idade estão agências de viagem e cursos de informática e idiomas. “Uma das vantagens de oferecer serviços para o público com mais idade é a facilidade que eles têm de viajar independentemente do período, já que muitos não têm compromissos profissionais. No Brasil, a maioria dos destinos são resorts e alguns cuidados, como garantir que o horário do almoço seja cedo e adequar a programação com passeios que agradem ao público, são fundamentais”, explica Júnior Lins, gerente executivo da Bancorbrás — empresa de viagens que oferece pacotes especiais para o público idoso.


Segundo ele, as pessoas que viajam por esse tipo de pacote representam até 30% das vendas realizadas pela empresa. “Temos algumas pessoas que viajam todos os anos nesse pacote. É um público que prefere ter a companhia de amigos e a convivência social durante a viagem”, comenta Lins.


Isabel Rocha, 70 anos, é uma das que prefere viajar em pacotes especiais para a terceira idade. Desde 2012, ela já visitou quatro destinos: Portugal, Itália, Paris e Barcelona. “Acho melhor porque não preciso ter nenhuma preocupação. Os passeios e jantares são agradáveis, além da turma que sempre viaja com a gente. Pretendo continuar viajando em excursões para a terceira idade, porque o cuidado e a atenção são maiores”, afirma.

 

Estude para empreender

 

Para aqueles que desejam aprender mais sobre gestão antes de iniciar um novo negócio, a Sage (empresa que atua no mercado de softwares para pequenas e médias empresas) realiza a palestra on-line Abra seu próprio negócio — dicas para trilhar um caminho sem riscos, ministrada pelo analista de treinamento Marcelo Dias. O evento ocorre na quinta-feira (29), a partir das 9h. As nscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site info.cenize.com/evento-gratis-abrir-negocio até o dia anterior à palestra.

 

Como montar uma empresa especializada:

Conheça o público
Os empreendedores que desejam iniciar negócios nessa área precisam estar atentos para as exigências do público desta faixa etária. Os clientes mais velhos tendem a ser mais fiéis à tradição e têm pouca tolerância à demora e ao barulho. Um produto para o público dessa área deve oferecer um diferencial que atenda a todas as necessidades.

Saiba quanto eles estão ispostos a pagar pelo serviço
A visão do idoso que depende financeiramente da família está sendo superada. Boa parte das pessoas nessa idade tem uma situação financeira estabelecida, ajuda no orçamento familiar e é responsável direto pela gestão do próprio dinheiro. Os preços dos serviços ofertados devem estar de acordo com o público, com o alcance financeiro da região e com o nível de especialização do serviço.
Escolha o local
 O ponto ideal para se estabelecer uma empresa com serviços para idosos é nas regiões metropolitanas ou locais com grande concentração do público. O primeiro passo é realizar uma pesquisa de mercado, avaliando a região em relação à concorrência, poder aquisitivo dos moradores e pontos de interesse para o público-alvo.

Tenha estrutura adequada
 Alguns cuidados devem ser tomados em serviços nos quais o público precisa acessar o estabelecimento, por exemplo. Os locais precisam ter o acesso facilitado para a locomoção das pessoas. Caso haja escadas, elas precisam estar equipadas com corrimão. Os banheiros devem ser espaçosos e adaptados, e é recomendável que o piso seja antiderrapante, para evitar acidentes.

 

Fonte: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)

 

Outros serviços
Programa de intercâmbio

No programa Club + 50, da empresa STB, o público pode passar períodos no exterior participando de aulas de idioma voltadas para pessoas acima de 50 anos. A duração média do programa é de duas semanas. Durante a tarde, em passeios e atividades inclusas na programação, os alunos podem conhecer a cultura do local e aprimorar os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Os próximos destinos previstos são Malta e Itália. Mais informações: www.stb.com.br

Cursos de informática
A Escola de Informática da Universidade de Brasília (UnB) oferece o curso de Informática Básica para a Terceira Idade. A primeira turma encerrou as atividades na semana passada e as inscrições para novos alunos já estão abertas. Os interessados devem entrar em contato pelos telefones 3107 6385 ou 3107 6342 e colocar o nome em uma lista. O curso será iniciado somente caso atinja o mínimo de 15 alunos. O valor é de R$ 450.
O Grupo Prepara também oferece capacitação profissional para o público idoso por meio do curso Informática na Melhor Idade. Atualmente, a rede já atende mais de oito mil alunos na faixa etária de 50 a 90 anos. O curso tem duração de 12 meses com carga horária semanal de duas horas. Há unidades em Ceilândia, Gama, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho e Taguatinga. Mais informações: www.prepara.com.br/unidades.

Hotéis e empreendimentos
Alguns empreendimentos e construtoras estão adaptando os apartamentos para as necessidades do público idoso. Entre as modificações, estão fechaduras invertidas com a maçaneta (para facilitar a abertura das portas) e áreas de lazer mais acessíveis. Alguns hotéis em São Paulo também oferecem serviços exclusivos para o público, com programação e estrutura diferenciadas.