SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

COMPETIÇÃO »

Incentivo a jovens talentos

Maratona de startups procura empresa nascente que precise de ajuda financeira e de consultoria para se consolidar no mercado. Competição oferece até R$ 17 mil em prêmios, e os 10 selecionados para concorrer serão divulgados amanhã

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/02/2016 15:26 / atualizado em 14/02/2016 16:08

Rayssa

No penúltimo fim de semana deste mês, o Acelere.me, laboratório brasiliense de negócios colaborativos, promove uma competição de startups, termo para empresas inovadores em período inicial e com custos de manutenção baixos. Em 48 horas de evento, a Maratona Ignition escolherá uma ideia relacionada a empreendedorismo social para receber investimentos de até R$ 17 mil, em dinheiro e serviços, além de 12 semanas de mentoria empresarial e aceleração. A competição será na sede da Acelere.me, na 512 Sul.


Dez grupos, de duas a cinco pessoas, vão compor a competição, e os selecionados serão divulgados amanhã (15). “O time ganhador vai ter direito a serviços indispensáveis para o bom funcionamento e o crescimento da empresa, de forma personalizada, como auxílio no desenvolvimento de um modelo de negócios ou montagem de uma estratégia de marketing, por exemplo. Existem inscritos que têm CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica), mas outros ainda precisam regularizar essa questão. Os recursos serão distribuídos de acordo com as necessidades do vencedor”, explica Juliana Guimarães, organizadora do evento.


A programação contará com workshops sobre sinergia empreendedora, modelo de negócios, design, estratégia, planejamento financeiro e de comunicação, mentorias, triagens de validação e prototipagem e desenvolvimento da versão de teste final. “Queremos ajudar os inscritos a darem um grande salto no processo de consolidação da empresa”, observa Juliana. Nem tudo está acertado para a maratona. “Nós ainda estamos buscando patrocínio para as refeições. Conversamos com alguns dos nossos parceiros para virem vender produtos durante a competição, mas gostaríamos que alguma empresa pudesse contribuir cedendo alimentos.”

Como funciona
A maratona abre as portas em 19 de fevereiro e vai até 21 do mesmo mês. Os participantes terão 48 horas ininterruptas para desenvolver uma ideia até a apresentação da versão demonstrativa de algum produto ou serviço, geralmente eletrônico. Cada equipe contará com o apoio de mentores, palestras e workshops para desenvolver e apresentar modelo e plano de negócios. As atividades se iniciam um minuto após a meia-noite de sábado, com uma palestra motivacional de Fernando Aquino, sócio-fundador da Mova Mais, empresa que troca exercícios físicos por pontos em viagens e serviços.


Depois, os grupos começam a etapa dos pitchs, apresentações sumárias de três a cinco minutos com objetivo de conquistar o interesse do investidor ou do cliente pela ideia. Os mentores então darão um feedfoward, espécie de feedback em que são dadas ideias e orientações para o profissional visando o aperfeiçoamento de competências. Após o retorno dos mentores, cada grupo deverá se organizar para colocar o projeto em ação e levantar recursos e habilidades necessárias para o desenvolvimento da proposta.


No sábado pela manhã, as equipes participarão de miniworkshops com temáticas voltadas aos produtos da competição. No período da tarde, o sócio do Acelere.me, Fernando Santiago, pós-graduado em gestão de negócios, dará dicas sobre implementação e modelagem de negócios. Os mentores ficam disponíveis durante todo o dia, e as equipes ficam livres para se dedicarem ao que acharem mais produtivo. A manhã de domingo será dedicada a um momento de relaxamento, mas, pela tarde, os competidores receberão instruções finais sobre a diferença entre a apresentação do pitch e da demo. O grupo vencedor será revelado na noite de 21 de fevereiro.

 

 Acompanhe!

Apesar de as inscrições terem se encerrado, o público interessado poderá participar como plateia, durante a abertura e o encerramento da competição, que serão realizados em 19 e 21 de fevereiro, respectivamente. Informações: acelere.me / contato@acelere.me.

 

Perfis de competidores

Conheça jovens que estão
disputando uma vaga na maratona

Mobiliário sustentável
O publicitário Filipe Soares, 25 anos, é um dos sócios da Mutamba, startup criada em 2015. “Construímos móveis sustentáveis, feitos de materiais recicláveis, com ajuda de adolescentes de baixa renda, a partir de 15 anos, que passam por seleção e treinamento”, conta ele que se inscreveu na Maratona Ignition com os sócios Ricardo Ramirez e Mauro Regris para conseguir aporte para finalizar projetos e regularizar a situação jurídica. “Queremos dar forma ao negócio, e eu achei a proposta da competição interessante. Estou bastante ansioso.”

Ajuda ao próximo
A Atados é uma rede social de voluntários que liga quem quer ajudar instituições que precisam de ajuda, por falta de pessoal ou recursos. “O objetivo é conseguir organizar e entender melhor o negócio que estamos desenvolvendo e fazer networking. Começamos a trabalhar no protótipo de apresentação. É uma ansiedade boa”, diz Ludymilla Mendes, 23 anos, estudante de economia. A jovem conta com a ajuda de quatro sócios: a estudante de pedagogia Mylena Melo, 22; a advogada Natalia Teichmamm, 27; o estudante de engenharia de produção Marcelo Lopes, 22; e o publicitário Rafael Amaldo, 32. A maior preocupação é tornar o negócio financeiramente sustentável.

Experiência do bem
Os amigos João Gabriel Machado, 23 anos; Marcelo Fonseca, 24; e Daniel Mendonça, 23, resolveram criar uma loja de experiências na qual cada atividade contratada se reflete em algum retorno social. “Por exemplo, se fazemos um passeio ecológico por uma cachoeira, recolhemos o lixo que encontramos pelo caminho. Depois elaboramos um levantamento dos resíduos e informamos aos clientes para que saibam o impacto positivo que causaram”, explica João Gabriel. A ideia surgiu a partir de experiências dos três sócios, que encontravam dificuldades na hora de fazer passeios e aventuras. “Estou superanimado com a ideia da maratona, meu sonho é trabalhar focado”, revela João. Ele acredita que a experiência será intensa e que a startup necessita de alinhamento de ideias, avaliação de mercado e acertos no modelo de negócio.

publicidade

publicidade