SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ENTREVISTA CLáUDIO SASSAKI »

CEO em educação inovadora

O cofundador da startup de ensino Geekie, usada por 5 milhões de jovens brasileiros, fala sobre a carreira e a plataforma

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/05/2016 14:09

Arquivo Pessoal

 

Depois de 10 anos no setor financeiro, em que foi vice-presidente de bancos, Cláudio Sassaki, 42 anos, abandonou a rotina de executivo para inovar. Graduado em arquitetura pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em educação pela Universidade Stanford, morou em Nova York por cinco anos. De volta ao Brasil, continuou no ramo bancário até 2011, ano em que deu uma guinada em sua carreira.


Claudio decidiu usar habilidades profissionais e acadêmicas para lançar a plataforma Geekie (saiba mais em Ensino customizado), em parceria com Eduardo Bontempo. Hoje, os dois contam com 80 funcionários e, desde o lançamento, 5 milhões de jovens mudaram seus métodos de estudo com aplicativo. Os serviços da Geekie são pagos, mas, a cada colégio particular que adquire a ferramenta, a plataforma é doada a uma pública. Claudio Sassaki, foi o primeiro brasileiro a entrar para o programa Innovation Fellowships, grupo de 13 inovadores premiados pela revista Wired, do Reino Unido, em 2015.


Qual foi sua maior motivação para criar a plataforma?
Eu me banquei durante o período de faculdade dando aulas particulares. Vi, na prática, como, muitas vezes, as pessoas só precisam de um olhar personalizado para reconhecer os próprios potenciais e superar desafios. Depois da faculdade, minha carreira foi para outra direção, no entanto, aquela vontade de investir em educação sempre esteve comigo. Com Eduardo Bontempo, um grande amigo e interessado em educação, passai a visualizar a possibilidade de um ensino personalizado e de qualidade em larga escala. A maior motivação foi perceber que de fato poderíamos fazer alguma diferença.
Você sabia que chegaria tão longe?
Atingir uma larga escala, sempre esteve nos planos. Já o engajamento na causa e a velocidade do crescimento foram inesperados.

O que o Wired Fellowship representa para você?
Tem sido um privilégio fazer parte da rede e acompanhar tudo o que está surgindo de inovação no mundo. Fico  orgulhoso não por ser o primeiro brasileiro a ser premiado pelo projeto, mas por representar nosso país com uma iniciativa que envolve tecnologia de ponta, feita por brasileiros.

Você acredita que a tecnologia pode mudar a educação no Brasil?
Sim. A tecnologia tornou possível entender como cada pessoa aprende e montar um plano de estudos personalizado — e graças ao poder de escala, pode chegar a milhares de jovens.

Por que a Geekie oferece de graça a uma instituição pública cada produto vendido a uma particular?

A Geekie é um negócio social em que lucro e propósito caminham juntos. A gente acredita que os indicadores financeiros devem estar equilibrados com os benefícios sociais que geramos. A empresa nasceu com a missão de colaborar para resolver o problema da educação do Brasil, e isso não é possível se excluirmos os alunos que não têm condições de pagar.

publicidade

publicidade