SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mais de 100 chances no IFB

Instituto de educação profissional da capital federal abre oportunidade para todos os níveis de escolaridade. Salários variam de R$ 2 mil a R$ 9 mil. Inscrições terminam hoje

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/10/2016 12:24

Arquivo pessoal

 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) oferece 146 vagas em dois concursos. O primeiro edital concentra 34 vagas para quem tem ensinosfundamental, técnico ou superior. O segundo é voltado à contratação de 112 docentes. Candidatos de nível fundamental podem concorrer ao cargo de auxiliar administrativo (7), com salário de R$ 2.292,69. Para nível técnico, são ofertadas oportunidades nas áreas de biologia (1), física (1), informática (3), móveis e esquadrias (2), química (3), segurança do trabalho (2) e audiovisual (2), além de vagas para tradutor e intérprete de linguagem de sinais (3). Nesse nível de formação, todos os cargos têm vencimento de R$ 2.752,81. Já em nível superior, as vagas são para assistente social (1), auditor (1), psicólogo (1), técnicos em assuntos educacionais (6) e tecnólogo com formação em gestão pública (1), com remuneração de R$ 4.326,21.


No caso de professores, há chances para dar aula nos ensinos básico, técnico e tecnológico nas seguintes especialidades: agroecologia (1), alimentos (1), artes (3), artes visuais (1), audiovisual (2), contabilidade (1), dança / artes cênicas (4), direção de arte, estética e linguagem (1), economia (1), educação física (4), enfermagem segurança do trabalho (1), engenharia biomédica (2), engenharia segurança do trabalho (2), engenharia elétrica (2), espanhol (1), eventos (5), filosofia (3), física (3), geografia (4), gestão (11), história (4), hotelaria (1), informática (6), informática / desenvolvimento de sistemas (1), informática / redes (1), libras (2), matemática (10), mecânica (14), mecatrônica (2), pedagogia (4), português (6), português / inglês (1), produção cultural (1), química (3), sociologia (2) e zootecnia/produção animal (1). O salário é de R$ 4.234,77, que pode ser acrescido de bonificações por titulações de até R$ 4.879,90.

 

A banca organizadora é o próprio IFB. A prova objetiva para níveis fundamental, técnico e superior, de caráter eliminatório e classificatório, vale 120 pontos e será composta de 30 questões de conhecimentos básicos — sobre língua portuguesa (10), raciocínio lógico (5), informática (5) e legislação (10) — e 30 de conteúdos específicos, todas de múltipla escolha. Para o cargo de tradutor e intérprete de linguagem de sinais, haverá ainda uma prova prática.

 

A primeira fase do concurso para docente é objetiva e aborda legislação específica e do serviço público e conteúdos específicos que ainda serão informados no site concurso.ifb.edu.br. A segunda etapa é uma prova de desempenho didático, em que o candidato deve ministrar uma aula de 60 minutos.

 

Dicas

 

Professora de conhecimentos pedagógicos do Estratégia Concursos, Fernanda Lima avalia que a parte de legislação específica não deve ser muito difícil, pois cada cargo envolve grande quantidade de disciplinas próprias a serem estudadas. “O candidato deve se concentrar no artigo 39 da Constituição Federal, que trata do servidor público; nos artigos 40 a 115, da Lei n° 8.112/1990, que aborda vantagens e desvantagens do agente público; no Código de Ética Profissional; nos artigos 7 e 8 da Lei n° 11.892/2008, que falam da criação e dos objetivos dos institutos federais; e na Lei n° 9.394/1996, a LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional)”, aconselha.

 

Em concordância com Fernanda, Carlos Costa, professor de conhecimentos pedagógicos e legislação educacional do Gran Cursos Online, afirma que a LDB é sempre muito interessante para quem vai prestar concursos de estabelecimentos de ensino. Nos certames para os institutos federais, os artigos sobre o ensino médio (35 e 36), a educação profissional técnica de nível médio (36-A, 36-B, 36-C e 36-D) e a educação profissional e tecnológica (39 a 42) podem cair na prova. “É importante ter domínio desses artigos e das diretrizes para o ensino médio e a educação profissional, o que não exime o candidato de realizar a leitura completa da legislação”, diz.

 

Claiton Natal, professor de português do IMP Concursos, afirma que podem cair na avaliação análise sintática, concordância, pontuação, regência e crase. “Uma dica importante é o aluno fazer exaustivamente provas anteriores, pois assim pegará as manias do examinador e terá mais facilidade”, aconselha. Professor de informática do Alub Concursos, Renato Mafra acredita que os conteúdos mais importantes na parte de informática são os pacotes de escritório, como editores de texto e planilha, Microsoft Office e LibreOffice, dando atenção para botões, atalhos e as principais funções do Excel. “É relevante compreender também os principais comandos e atalhos do Windows e noções sobre dispositivo de entrada e saída”, completa.

 

Rodrigo Alves, 36 anos, é professor de química no câmpus Gama do Instituto Federal de Brasília há quatro anos. Antes do concurso, estudava, em casa, de quatro a cinco horas por dia, lendo conteúdos teóricos. A fórmula deu tão certo que ele conquistou a aprovação em primeiro lugar no certame. Formado em química pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Rodrigo conta que, na etapa em que ele tinha que dar uma aula, o tema era sorteado 24 horas antes. “Fique 10 horas me preparando”, lembra ele, que gosta muito da profissão.

 

Quero uma vaga

 

Maria das Dores Araújo, 37 anos, estuda há dois e meio para concursos o e vai concorrer ao cargo de auxiliar administrativo. “Estagiei no IFB em 2014 na área de contabilidade”, lembra ela que, na época, fazia faculdade de logística. Para se preparar, Maria das Dores estuda oito horas por dia, inclusive aos fins de semana. “Também faço um curso online e estou começando a resolver questões. Estou focando em estudar o que nunca vi, como a legislação específica.” Ela está confiante, apesar de se preocupar com o curto espaço de tempo entre a divulgação do edital (lançado no fim de agosto) e a prova (em novembro).

 

Técnico administrativo no Instituto Federal de Goiás (IFG), Rodrigo Augusto Borges, 27 anos, vai concorrer ao cargo de tecnólogo em gestão pública, que equivale à área em que ele é formado, pensando em ganhar duas vezes mais. “Geralmente estudo de quatro a cinco horas por dia, em casa ou na biblioteca”, explica ele, que está muito otimista, apesar de acreditar que o nível dos candidatos será alto.

 

Passe bem / Legislação

 

De acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, é dever fundamental do servidor público:

 

a) ter respeito absoluto à hierarquia, não podendo representar contra qualquer comprometimento indevido da estrutura em que se funda o poder estatal.

b) exercer suas atribuições com rapidez, ainda que comprometa perfeição e rendimento, pondo fim ou procurando prioritariamente resolver situações procrastinatórias, principalmente diante de filas ou de qualquer outra espécie de atraso na prestação dos serviços pelo setor em que exerça suas atribuições, com o fim de evitar dano moral ao usuário.

c) ser probo, reto, leal e justo, demonstrando toda a integridade do seu caráter, escolhendo sempre, quando estiver diante de duas opções, a melhor e a mais vantajosa para si.

d) tratar rigidamente os usuários dos serviços, mesmo que isso não leve ao aperfeiçoamento do processo de comunicação e contato com o público.

e) manter limpo e em perfeita ordem o local de trabalho, seguindo os métodos mais adequados à sua organização e distribuição.

 

Comentário

a) O respeito à hierarquia é dever do servidor, entretanto, caso ocorra comportamento indevido de seu superior, deverá denunciá-lo.

b) Não se pode procrastinar nem comprometer uma tarefa para atender a outra. Deve-se exercer suas atribuições com rapidez, perfeição e rendimento.

c) Deve-se sempre escolher pelo bem comum.

d) É importante aprimorar o contato com o público e o relacionamento.

e) O ambiente de trabalho deve ser sempre adequado, limpo e organizado.

 

Questão da prova do IFB de 2012, comentada pela professora Fernanda Lima

Gabarito: letra E

 

O que diz o edital

Concurso público do IFB

Inscrições: para docentes, foram finalizadas; para os níveis fundamental, técnico e superior, estão abertas até hoje (16) em concurso.ifb.edu.br

Taxa: R$ 55 (fundamental), R$ 65 (técnico), R$ 110 (superior) e R$ 150 (docentes)

Vagas: 146

Salário: de R$ 2.292,69 a R$ 9.114,67

Provas: 20 de novembro (docentes) e 27 de novembro (fundamental, técnico e superior)

Local: Brasília

publicidade

publicidade