Medicina

Segunda fase do exame Revalida registrou abstenção abaixo de 2%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/12/2016 19:31

O índice de abstenção da segunda fase do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida) foi de apenas 1,8%. Dos 2.295 candidatos aptos a participar da segunda etapa, 2.254 realizaram as provas. 

 

O exame ocorreu nos dias 3 e 4 de dezembro em Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, São Luís e São Paulo. A divulgação do resultado final está prevista para o final de janeiro de 2017.

 

Na segunda fase do Revalida foi realizada a avaliação de habilidades clínicas. Os participantes precisavam executar tarefas específicas, durante um intervalo de tempo determinado, em uma estrutura de dez estações, cada uma valendo dez pontos. Serão considerados aprovados os que obtiverem, no mínimo, 56 de 100 pontos.

 

Revalida

Para atuar como médico no Brasil, o profissional formado em instituições de educação superior estrangeiras precisa revalidar o diploma. O Revalida foi criado para simplificar este processo e sua implementação está sob a responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

Portal MEC