SIGA O
Correio Braziliense

Seleção de novos médicos para rede pública vai até sexta-feira (30)

Para reforçar o atendimento nos hospitais do DF, estão abertas 337 vagas, ao todo, para três especialidades: pediatras, neonatologistas e intensivistas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/12/2016 21:25

Médicos pediatras, neonatologistas e terapeutas intensivistas (adulto) podem se inscrever, até 30 de dezembro, no processo seletivo simplificado para a contratação de profissionais. Nessas especialidades, são oferecidas 337 vagas, para reforçar o atendimento na rede de saúde enquanto concurso público regular é elaborado pela Subsecretaria de Gestão de Pessoas.

 

A carga horária é de 20 horas semanais, e a remuneração será de R$ 6.327. Para se inscrever, o interessado deve acessar o site da Secretaria de Saúde, preencher um cadastro e enviar documentos pessoais. Outra alternativa para a inscrição é comparecer à sede da pasta, no final da Asa Norte. Os aprovados serão contratados por um período de 12 meses, improrrogáveis.

Critérios simplificados para permitir maior participação

Nesta seleção, os critérios adotados são simplificados, de forma a permitir maior participação dos profissionais. Para se candidatar como pediatra, é necessário ter certificado de conclusão de residência médica em pediatria, reconhecida pelo Ministério da Educação, ou título de especialista na área reconhecido pela Associação Médica Brasileira (AMB).

 

No caso do neonatologista, quem tiver título em pediatria precisa apenas comprovar experiência profissional de, no mínimo, um ano de trabalho nessa área de competência. Também é possível apresentar certificado de residência médica em neonatologia, reconhecido pelo Ministério da Educação, ou título de especialista nesse campo reconhecido pela AMB.

 

Os terapeutas intensivistas (adulto) têm de atestar experiência de dois anos como médicos de unidade de terapia intensiva (UTI). Quem não tem atuação comprovada pode apresentar certificado de conclusão de residência médica reconhecido pelo Ministério da Educação na especialidade, ou título de especialista reconhecido pela AMB.

 

Em todas as categorias é necessário apresentar diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério de Educação, bem como registro no Conselho Regional de Medicina. Os interessados podem tirar dúvidas pelo telefone (61) 99216-3605.

 

Agência Brasília