publicidade

Estudantes de instituto criam portal de busca por empregos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/10/2013 17:59 / atualizado em 03/10/2013 18:05

Divulgação
Tiago, Kauê e Katyanna. Esses três jovens, que estão terminando o curso técnico integrado ao ensino médio no Instituto Federal do Rio Grande do Norte, campus Natal Zona Norte, têm uma experiência vitoriosa no empreendedorismo.  Eles criaram e administram, há três anos, os mecanismos de busca Estágios RN e Empregos RN. O Estágios RN conta com mais de um milhão de acessos, e Empregos RN já divulgou 5,3 mil vagas.

A história começou assim: em 2010, Tiago Santos, então com 16 anos, foi procurar vaga de estágio na cidade e não encontrou nenhum portal. Ele estava no primeiro ano do curso técnico em comércio integrado ao ensino médio, que tem duração de quatro anos. Decidiu então criar a página Estágios RN, em sociedade com Kauê Pereira, colega de curso.

Um começo difícil, diz Tiago. Junto com Kauê, foi buscar vagas em classificados, revistas, na internet, para alimentar a página. Desde o início, quando ambos tinham 16 anos de idade, até hoje, a divulgação de vagas é gratuita para estudantes e empresas. O que mudou é o reconhecimento do portal, que se tornou fonte de busca por alunos e espaço de divulgação para empresas.

Nos contatos, os estudantes descobriram que além de vagas os candidatos também precisavam de outras informações, e enriqueceram o site com dicas sobre estágio – direitos e deveres, jornada de trabalho, remuneração, a lei de estágios –, a importância da entrevista, como se apresentar ao entrevistador, modelos de currículo.

Empregos RN
Em dezembro de 2010, Tiago e Kauê observaram que a procura por emprego era maior que a busca por estágio e decidiram criar o Empregos RN. Hoje o portal informa vagas na capital e no interior do Rio Grande do Norte. Só nesses três primeiros dias de outubro, a página eletrônica divulga 50 vagas em diversas áreas profissionais. Vagas e também informações complementares, como nível de formação exigido, salário, local e jornada de trabalho, vales refeição e transporte, currículo. Há sete meses, a equipe foi ampliada com Katyanna Moura, 20 anos, que é colega dos jovens no instituto federal.

Toda a construção dos dois portais teve amparo na formação que Tiago e Kauê adquiriram no curso técnico. Marketing, criação e gestão de empresas, matemática financeira, tudo isso os ajudou a buscar uma posição no mercado. “Nosso curso tem que ser valorizado, porque ele oferece os instrumentos teóricos e práticos para o empreendedor”, observa Tiago.

Em 2013, a equipe está expandindo o trabalho com a criação de sites de busca de emprego e estágios para Pernambuco e Paraíba. Tiago explica que não é um site nacional, mas um para cada estado. O objetivo dos sócios é manter a forma de atendimento direto, responder dúvidas sobre as oportunidades, dar dicas. “Não queremos concorrer com sites nacionais de busca que têm dez anos de atividade, mas conquistar o público”, diz Tiago.

Para tocar as páginas eletrônicas, cada membro da equipe trabalha cerca de seis horas por dia, muitas vezes de madrugada, explica Kauê, que é o gestor e administrador das finanças do empreendimento. Eles trabalham em casa e trocam ideias sempre, seja no instituto, na faculdade, no shopping ou numa feira de empreendedorismo. Os recursos que entram são do aluguel de espaços para as empresas colocarem anúncios de produtos e serviços.

Prestes a concluir o ensino técnico
Tiago termina o curso no final de 2013 e Kauê, em julho de 2014 – os dois já estão na universidade. Tiago faz administração de empresas e Kauê, tecnologia da informação, ambos na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

 
Tags:

publicidade

publicidade