SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Programa Ciência sem Fronteiras

Brasileiros se preparam para desenvolver pesquisas no âmbito da inovação

Pesquisadores foram aprovados nos projetos de colaboração entre CISB, Saab e universidades brasileiras e suecas através do Programa Ciência sem Fronteiras.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/10/2012 15:25

Nos próximos meses, nove pesquisadores brasileiros vão desembarcar na Suécia para desenvolver programas e implementar projetos em universidades e centros de pesquisa. O objetivo é alavancar o conhecimento dos dois países. Foram nove bolsas, sete para pós-doutorado e duas para doutorado-sanduíche, selecionadas no programa Ciência sem Fronteiras, do Governo Federal, em um processo que contou com uma plataforma colaborativa lançada pelo Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB), em parceria com a empresa sueca de segurança e defesa Saab. As bolsas de estudo serão cofinanciadas pela Saab e acontecem dentro do âmbito de colaboração entre o Brasil e a Suécia, por meio do CISB.

A integração, aliás, é um dos pontos fortes do programa, como afirma o matemático brasileiro Joni Amorim, que vai iniciar um pós-doutorado de um ano na Suécia, em 2013. “Por acreditar fortemente na inovação aberta e nos benefícios da transferência de tecnologia, as empresas suecas que participam do Programa Ciência sem Fronteiras oferecem aos brasileiros a oportunidade de investigar esses temas dentro das empresas juntamente com suas equipes de pesquisa e desenvolvimento, uma das maiores vantagens desse intercâmbio internacional”, diz.

O pós-doutorado de Amorim será na Universidade de Skövde, especializada em Tecnologia da Informação. O campus está integrado a um parque tecnológico, onde a Saab tem uma unidade para interagir com a área de pesquisa de interesse da empresa. O objetivo do pesquisador, que é doutor em Engenharia da Computação pela Unicamp, é desenvolver uma metodologia de treinamento em segurança cibernética, para ser aplicada no treinamento de civis e militares no Brasil, voltada para grandes eventos. “Hoje, empresas como a Saab podem estruturar centros de comando e controle que, em tempo real, realizam a fusão de informações de vários sistemas de origens diferentes. Nesses centros, os responsáveis pela segurança em grandes eventos podem tomar decisões com maior respaldo tendo uma visão completa de todos os elementos envolvidos”, aponta.

Para Álvaro Martins Abdala, professor da Universidade de São Paulo (USP), a expectativa é criar uma ponte entre o Brasil e a Suécia para possibilitar novas parcerias no futuro. “É a oportunidade de acompanhar, colaborar e adquirir conhecimentos em pesquisa e desenvolvimento junto a engenheiros, técnicos e professores de um dos maiores centros aeronáuticos do mundo, além de abrir portas aos meus alunos para que futuramente possam pesquisar na universidade ou estagiar e trabalhar na Saab em projetos e construção de aeronaves”, diz. No pós-doutorado na universidade de Linköping, Abdalla pretende desenvolver uma metodologia para aperfeiçoar os projetos conceituais de aeronaves, utilizando a multidisciplinaridade.

O diretor executivo do CISB, Bruno Rondani, afirma que essa é a primeira de muitas outras oportunidades para pesquisas na Suécia que o Centro promoverá. “Na primeira chamada, aberta em março, recebemos 500 inscrições na plataforma que resultaram em 30 propostas avaliadas pelo CNPq. Dessas, nove foram aprovadas. O grande interesse demonstrado e a qualidade técnica dos candidatos aprovados confere a certeza de que as próximas chamadas serão também muito produtivas e atingiremos a meta de cem pesquisadores aprovados até o final de 2013”, diz Rondani.

Sobre os selecionados

Os pesquisadores contemplados com as bolsas de estudos são de grandes universidades brasileiras e encontrarão na Suécia um ambiente de inovação aberta, e não apenas acadêmico. No segmento de pós-doutorando, foram aprovados ainda Carlos Cimini, professor da Unicamp, para projeto na KTH Royal Institute, onde estudará otimização para redução de custos em componentes estruturais aeronáuticos; Emilia Villani, professora do ITA, que irá para a Chalmers University of Technology para desenvolver mecanismos de software para corrigir problemas em aeronaves; Leonardo Rocha de Oliveira, professor da PUC-RS, para a HIS com o projeto em governança de TI para segurança cibernética em cadeias de suprimentos; Nunzio Marco Torrisi, professor da UFABC, que teve sua proposta sobre segurança em redes IP públicas aprovada para ir para a KTH Royal Institute; e Carolina Almeida Araujo de Andrade, da USP, que realizará a pesquisa na Chalmers University of Technology na área de economia da tecnologia para colaboração internacional, por  meio de arenas de inovação aberta.

Já na modalidade de doutorado-sanduíche, os aprovados foram Francisco Sant’anna, da PUC-RJ, para estudos na área de programação reativa para redes de sensores sem fio, na Chalmers University of Technology, e Henrique Gazzetta Jr, do ITA, que também irá para a Chalmers para desenvolver a proposta sobre métodos de análise e avaliação de engenharia de aviões para uso militar.
Fonte: http://www.cisb.org.br/boletim/BoletimCISB_009_2012_out_pt.html#suite

Tags:

publicidade

publicidade