SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Curso prepara candidatos para universidades estrangeiras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/09/2013 16:41

Estudantes que desejam fazer graduação no exterior têm oportunidade de preparo gratuito pela internet. O programa Prep Course Online foi criado pela Fundação Estudar, organização sem fins lucrativos, e oferece orientação para provas e entrevistas nas maiores universidades estrangeiras. As inscrições para a segunda fase do curso estão abertas e podem ser feitas pelo site da instituição.

Jovens que desejam ir para universidades recebem orientações para planejamento das entrevistas e para os applications – informações sobre o histórico acadêmico e social, junto com cartas de recomendação do canditato -, requisitados para ingressar em instituições como Harvard, MIT, Standford, Oxford . Além disso, o curso auxilia a aprovação em exames de proficiência de línguas, como o TOEFL, o SAT e o IELTS.

O programa começou no início deste ano e tem cerca de 8 mil pessoas inscritas. A fundação trabalha com outros programas de intercâmbio e oportunidade de estudar fora. "Nossa experiência com preparação se confirma pelas 48 aprovações em 2011", explica Renata Moraes, gerente de Acesso a Estudo da Fundação Estudar. "Em 2013, por exemplo, 4 dos 6 aprovados na graduação de Harvard foram preparados pelo programa", diz.

Feito integralmente pela internet, o curso é gratuito a qualquer participante. O único requisito é conhecimento de inglês, língua em que o conteúdo é oferecido. Estudantes de baixa renda podem concorrer a bolsas de estudos. Larissa Gama de Paula, recém-aprovada na Universidade Federal Fluminense, conheceu o programa por indicação de um amigo que estudava em Harvard com suporte de outros programas da instituição. "Comecei a acompanhar os vídeos e as aulas, fazer perguntas e ter informações sobre as provas e as universidades", descreve. Larissa pretende estudar Relações Internacionais na Universidade de Yale, nos Estados Unidos.

Ronaldo Rodrigues Alves tem 17 anos e faz o ensino médio em escola pública de São Paulo. Ele relata que o curso o auxiliou a conhecer os exames e as oportunidades em universidades estrangeiras. Ainda sem conhecer o programa de bolsas e sem saber como custear os estudos no estrangeiro, ele acabou buscando outras chances de intercâmbio e foi aprovado no programa de Jovens Embaixadores para os Estados Unidos. Ronaldo Alves afirma que as orientações foram fundamentais."Eles me deram as informações necessárias para caminhar", conta.

O estudante de engenharia de computação na Universidade de Brasília (UnB) Hugo Honda quer estudar nos Estados Unidos ou no Japão, principalmente pela experiência de conhecer outras línguas e outras culturas. "Eu estava pesquisando várias formas e essa é uma das formas que eu tenho bastante interesse em tentar", conta. Se inscrito na segunda fase, Hugo Honda terá acesso ao conteúdo das duas fases, exceto aos fóruns e espaços de dúvidas referentes ao primeiro módulo.

Tags:

publicidade

publicidade