SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ciência sem Fronteiras abre chamada para bolsas de estudos Canadá

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/10/2013 11:53

O Canadá recebe anualmente mais de 265.000 alunos internacionais e está entre os destinos preferidos dos estudantes beneficiados pelo programa Ciência sem Fronteiras. Cerca de 4.000 estudantes brasileiros escolheram o Canadá como seu destino de estudos para o Ciência sem Fronteiras, com expectativa de 7.000 alunos até janeiro, fazendo do Canadá o segundo maior parceiro no programa.

A qualidade das instituições de ensino, o forte investimento em pesquisas e a possibilidade de estudar em inglês ou francês, estão entre os fatores que fazem do intercâmbio científico no Canadá uma experiência inesquecível. Os estudantes brasileiros terão oportunidade de uma experiência única em um país bilíngue, que oferece elevado padrão de educação com inovadoras e abundantes instalações para a realização de pesquisas.

O programa Ciência sem Fronteiras abre inscrições, até 29 de novembro, para graduação-sanduíche no Canadá. Na graduação-sanduíche, o estudante começa e termina o curso no Brasil, mas passa um período intermediário de até 18 meses no Canadá, para aperfeiçoamento.

As chamadas para o Canadá serão para as universidades vinculadas ao CBIE ou ao consórcio CALDO. Estas instituições assinaram acordos com o Governo do Brasil e lançaram chamadas para receberem estudantes brasileiros em programas que incluem até três componentes - formação em línguas (inglês ou francês), estudos acadêmicos ou de pesquisa em uma instituição canadense e estágios em laboratórios de pesquisa ou no setor privado.

O Consórcio das Universidades de Alberta, Laval, Dalhousie e Ottawa - CALDO é composto por quatro das principais universidades de pesquisa canadenses que compartilham um compromisso com a educação internacional e com a mobilidade acadêmica. O consórcio abrange 160 centros de pesquisa, 85 institutos e 6.000 professores reconhecidos internacionalmente, que possuem mais de 500 programas de pesquisa no Canadá, com opções de ensino em todos os níveis, da graduação ao pós-doutorado.

O Escritório Canadense para Educação Internacional – CBIE é uma associação sem fins lucrativos dedicada à promoção das relações internacionais do Canadá, por meio da educação internacional e da livre circulação de ideias e estudantes pelas fronteiras nacionais.

Sofia Rodrigues, bolsista do programa Ciência sem Fronteiras, estuda ciências da saúde na Universidade Politécnica Kwantlen, e descreve sua colocação na Genesis Fertility Centre em Vancouver, "Como estagiária de enfermagem, eu aprendi muito. Minhas responsabilidades incluíam apoiar os médicos, ajudando com ultra-som e exames obstétricos e realizando orientações de exames. Mas o mais importante, eu aprendi a ter orgulho da minha profissão."

A estudante Anna Maria G. C. Lyra que estuda gestão ambiental relata, “Em abril eu comecei o meu estágio na Faculty of Natural Resources na Universidade Lakehead, onde eu dava assistência em quatro projetos de doutorado e realizava pesquisas em gestão florestal. Durante o meu estágio, eu adquiri um conhecimento mais amplo sobre preservação florestal e projetos de desenvolvimento econômico. Foi uma experiência maravilhosa aprender como um país como o Canadá usa a inovação e a cooperação entre representantes, governo e comunidades para superar os desafios do mercado e as mudanças climáticas. O Canadá continua a me surpreender; é impossível não se apaixonar por este país. Sou imensamente grata ao programa Ciência sem Fronteiras que melhorou minha carreira e minha vida para sempre.”

Informações na página Canadá no Ciência sem Fronteiras e no site do Ciência sem Fronteiras.

Tags:

publicidade

publicidade