SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Cooperação internacional

Brasil e Noruega assinam acordo de renovação de interesse em intercâmbio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/09/2016 18:12

Portal MEC /MEC

Em encontro com o ministro da Educação e Pesquisa da Noruega, Torbjørn Røe Isaksen, para renovar memorando de entendimento de cooperação entre os dois países, o ministro Mendonça Filho destacou a qualidade do ensino dos noruegueses e ressaltou o interesse brasileiro no acordo. “Temos bastante espaço para cooperar, tanto no campo econômico quanto no educacional”, disse. “Temos todo o interesse nesse intercâmbio.”

 

Os ministros firmaram a renovação do interesse dos dois países em prosseguir com a cooperação bilateral nos campos da educação básica, profissional e superior.  Além disso, o memorando propõe a realização de encontros regulares, a fim de que as partes discutam ações de mobilidade, organização conjunta de seminários e eventos, intercâmbio de informações sobre políticas e sistemas educacionais e sobre inovação e inclusão social produtiva.

 

Durante o encontro, Isaksen apresentou a estratégia norueguesa (Panorama) para a cooperação com o Brasil e países selecionados fora da Europa e promoção O ministro Torbjørn Isaksen destacou a presença de estudantes brasileiros em seu país e que pretende enviar mais estudantes noruegueses ao Brasil (foto: Mariana Leal/MECda mobilidade.

Estudantes da Noruega são enviados a nações parceiras, como Brasil, Índia, Japão, China e África do Sul. A Noruega conta com importantes comunidades de pesquisa, empresas bem-sucedidas e recursos naturais. O objetivo é trabalhar em conjunto com as comunidades de pesquisa e educação superior brasileiras a fim de reforçar a competitividade e a inovação.

 

Otimismo

O presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Abílio Baeta Neves, que também participou da reunião, demonstrou otimismo com a possibilidade de troca de conhecimentos entre as nações. “Temos um campo enorme para explorar, como seminários para acadêmicos brasileiros conhecerem a pesquisa nas universidades norueguesas”, constatou.

 

Para o ministro norueguês, o sistema educacional brasileiro tem aspectos interessantes, especialmente por contar com excelentes universidades públicas. “Admiramos os estudantes do programa Ciência sem Fronteiras que se aventuram no nosso país e queremos enviar nossos alunos para o Brasil também”, disse Isaksen.

 

O ministro Mendonça Filho reiterou, durante a reunião, que o programa Ciência sem Fronteiras será mantido, voltado para os estudantes de pós-graduação.

 

publicidade

publicidade