Temer libera R$ 406 milhões para escolas de ensino médio

Para participar, é necessário que as escolas apresentem um plano de implementação ao Ministério da Educação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/01/2018 11:44 / atualizado em 17/01/2018 17:43

O presidente da República, Michel Temer, e o ministro da Educação, Mendonça Filho, assinaram nesta quarta-feira a liberação de R$ 406 milhões para o Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI). O recurso vale para todas as unidades de federação. 
Entre os benefícios, o dinheiro vai ampliar de 516 escolas para 967 neste ano. O programa é inspirado em uma experiência do Estado de Pernambuco, um dos primeiros na implantação desse perfil de escola. 

Como participar do programa

As Secretarias de Educação dos Estados e do DF precisam apresentar um plano de implementação ao MEC, que fará avaliação. Um dos critérios será  o número mínimo de 60 matrículas em tempo integral por ano escolar, além da carga horária de nove horas diárias.

Além disso, as escolas habilitadas devem oferecer infraestrutura que tenha biblioteca ou sala de leitura com no mínimo 50 metros quadrados cada e oito salas de aulas com 40 m cada. A quadra poliesportiva deve ter 400 m; seguido de vestiários com 16 m e de cozinha com pelo menos 30 m quadrados e refeitório.  
 
Assista ao vivo a solenidade de liberação de recursos para a segunda etapa do Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral