Adolescente canadense comete suicídio após sofrer bullying por estupro

Jovem teria sofrido bullying por causa de uma foto tirada enquanto era estuprada por quatro garotos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/04/2013 15:08 / atualizado em 10/04/2013 16:05

Facebook/Reprodução

Uma adolescente canadense de 17 anos morreu após se enforcar em casa, na cidade de Halifax. Ela teria cometido suicídio depois de passar uma ano e meio sofrendo bullying em decorrência de um estupro que teria sofrido aos 15 anos.

De acordo com um depoimento emocionado da mãe da jovem, Leah Parsons, em uma página criada para homenagear a vítima no Facebook, a jovem Rehtaeh Parsons teria sido estuprada por quatro adolescentes que tiraram fotos durante a agressão e espalharam por toda a escola. A partir de então ela passou a ser alvo de bullying, piadas e comentários que a levaram a um quadro de depressão e problemas de raiva.

A garota chegou a mudar de cidade para tentar se tratar e chegou a passar uma temporada internada. Os supostos estupradores não foram condenados pela justiça e o bullying continuou. Na quinta-feira (4/4), a jovem se trancou no banheiro de casa e se enforcou. A mãe, desesperada, chegou a levar a filha para o hospital, onde ela passou algumas horas respirando com a ajuda de aparelhos, mas não resistiu e morreu.

Leia mais notícias em Mundo

No Facebook, a mãe descreve a garota como "inteligente, bonita, e cheia de vida com uma grande compaixão por animais". Ela conta que deixou o emprego no mesmo dia em que o crime teria acontecido e até então batalhava para dar o melhor para Rehtaeh. Ela pede que as pessoas que publicavam comentários maldosos sobre a filha, que escreviam coisas negativas e colaboraram para "arruinar o espírito dela" não entrem na página, mantenham a distância, pois segundo ela "foram essas as pessoas que tiraram a vida da minha linda garota".