SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ONU: fracasso de Assad na Síria causou a morte de 300.000 pessoas

O secretário-geral da ONU se referia à pergunta dos jornalistas sobre se considerava que Assad é um assassino e respondeu que cabia a outras instituições responder isso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/10/2016 15:04

France Presse

Berlim, Alemanha - O "fracasso de liderança" do presidente sírio, Bashar al-Assad, provocou a morte de 300.000 pessoas, disse em uma entrevista à rádio Deutsche Welle o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.


Ban se referia, assim, à pergunta dos jornalistas sobre se considerava que Assad é um assassino e respondeu que cabia a outras instituições responder isso. "Mas é verdade que, por seu fracasso de liderança, muitas pessoas morreram, mais de 300.000 morreram", declarou o secretário-geral da ONU, segundo os trechos de uma entrevista divulgados nesta segunda-feira.

 

"Deveríamos ter impedido Srebrenica, deveríamos ter impedido o genocídio de Ruanda. Em Aleppo estamos fazendo o que podemos", disse Ban Ki-moon na entrevista, que será divulgada em sua totalidade na quarta-feira.

 

Leia mais em Mundo

 

Na mesma, Ban disse que pediu ao secretário de Estado americano, John Kerru, e à Rússia que o cessar-fogo seja restaurado para que o organismo possa entregar ajuda humanitária a quase cinco milhões de pessoas que vivem em territórios sob cerco. O conflito na Síria deixou mais de 300.000 mortos desde 2011 e provocou a pior tragédia humanitária, com vários milhões de deslocados, desde a Segunda Guerra Mundial.

Tags: assad onu

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade