SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Presidente da França reitera apoio à União Europeia pós-Brexit

François Hollande defende que Reino Unido não deve ter concessões sobre a liberdade de movimento ao mesmo tempo em que segue com livre acesso ao mercado aberto após voto da maioria da população para sair da UE

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/10/2016 16:34

Agência Estado

O Reino Unido não deve ter concessões sobre a liberdade de movimento ao mesmo tempo em que continua com livre acesso ao mercado aberto após seu voto para sair da União Europeia (UE), o Brexit, declarou o presidente da França François Hollande neste sábado (15/10).

"A pior atitude seria questionar os fundamentos principais da União Europeia...e isso inclui a liberdade de movimento das pessoas", disse Hollande durante uma conferência sobre o futuro da Europa, em Paris.

"Se um país pode sair (da UE) sem consequências, se pode continuar a usar o mercado aberto e investir como antes sem ter que seguir as regras comuns do bloco, então não será apenas o Reino Unido que saiu, será uma desarticulação do bloco", afirmou o presidente francês.

Ao mesmo tempo, um porta-voz do partido da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse que ela emitiu um alerta parecido para o Reino Unido em um discurso neste sábado.

Hollande tem tido uma posição firme desde o voto pela saída do Reino Unido da UE em junho, pedindo por uma saída rápida do país do bloco e afirmando que Londres arrisca perder sua proeminência como um centro financeiro da Europa.

Ele reiterou que a decisão do Reino Unido não deve levar ao questionamento da missão do bloco e pediu aos líderes europeus que deem para a União Euroepia "uma nova ambição, uma nova iniciativa, um novo impulso."

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade