SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Guerrilheiro do ELN é morto e quatro são detidos em operação na Colômbia

O governo do presidente Juan Manuel Santos e a guerrilha do ELN vão iniciar negociações formais de paz em 27 de outubro em Quito, no Equador, onde será instalada a mesa pública de diálogo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/10/2016 22:04

France Presse

As autoridades colombianas divulgaram, nesta segunda-feira (17/10), o balanço de duas operações realizadas no nordeste e no oeste do país: um guerrilheiro morto, quatro capturados e a desmobilização de outros 24 membros do Exército de Libertação Nacional (ELN).

O governo do presidente Juan Manuel Santos e a guerrilha do ELN vão iniciar negociações formais de paz em 27 de outubro em Quito, no Equador, onde será instalada a mesa pública de diálogo.

A primeira operação foi realizada contra "a comissão de ordem pública e a de finanças da frente José Adonaí Ardila Pinilla", no município de La Salina, departamento do Casanare (nordeste), relatou o Exército, em um comunicado, acrescentando que um guerrilheiro morreu, e quatro foram capturados.

 

Leia mais notícias em Mundo

 

Entre os capturados, estão "Julián", cabeça da Comissão de Finanças, "Lucho Chino", chefe da Comissão de Ordem Pública da frente, além de um homem que ficou ferido e foi identificado como "Patón", líder dessa brigada, acrescentou a mesma fonte.

Na segunda operação, a Marinha Colombiana informou a desmobilização de 24 membros da frente Cimarrón, do ELN, no departamento de Chocó (oeste).

"#Atención@armadacolombia conseguiu a desmobilização de 24 integrantes da Frente #ResistenciaCimarron do #Eln em #Pizarro#Chocó", declarou o Ministério da Defesa em sua conta do Twitter.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade