SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ONU quer garantias de todas as partes para levar ajuda a Aleppo

A Rússia anunciou nesta terça-feira (18/10) uma suspensão imediata dos bombardeios das aviações russa e síria contra Aleppo, um "gesto de boa vontade" para permitir a saída de civis desta cidade intensamente bombardeada há um mês

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/10/2016 15:11

France Presse


Genebra, Suíça - A ONU parabenizou nesta terça-feira (18/10) o anúncio de cessar dos bombardeios sírios e russos contra Aleppo (norte da Síria), mas alertou que espera por garantias de todas as partes a respeito da segurança antes de levar ajuda humanitária à cidade síria.

"Quando as armas se calarem, precisaremos que todas as armas estejam em silêncio", declarou Jens Laerke, porta-voz do Escritório de Coordenação de Assuntos da ONU (OCHA).

Leia mais notícias em Mundo


"Necessitamos de garantias de todas as partes do conflito. Não apenas de um anúncio unilateral", acrescentou.

A Rússia anunciou nesta terça-feira uma suspensão imediata dos bombardeios das aviações russa e síria contra Aleppo, um "gesto de boa vontade" para permitir a saída de civis desta cidade intensamente bombardeada há um mês.

O inesperado anúncio de Moscou - um cessar-fogo estava previsto apenas na quinta-feira - ocorre após várias semanas de duras críticas dos países ocidentais contra a brutalidade dos bombardeios do exército de Bashar al-Assad, apoiado pela força aérea russa, contra a segunda cidade síria.

Esta decisão obedece "simplesmente a um gesto de boa vontade dos militares russos" e não está "de forma alguma" vinculada a estas críticas de países ocidentais, disse o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov.
Tags: russia onu aleppo

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade