SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ministro: derrota em referendo da Itália não impedirá reformas econômicas

Investidores aguardam com atenção o resultado do referendo constitucional de 4 de dezembro da Itália, no qual o futuro político do primeiro-ministro Matteo Renzi pode estar em jogo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/10/2016 15:52 / atualizado em 21/10/2016 17:09

Agência Estado


Uma derrota do governo italiano no referendo previsto para dezembro não impedirá mais reformas econômicas, afirmou nesta sexta-feira o ministro das Finanças do país, Pier Carlo Padoan. "Nos mercados financeiros, há a ideia de que o referendo é o fim do mundo. Não é", disse a autoridade, durante discurso na Universidade de Frankfurt.

Leia mais notícias em Mundo


Investidores aguardam com atenção o resultado do referendo constitucional de 4 de dezembro da Itália, no qual o futuro político do primeiro-ministro Matteo Renzi pode estar em jogo. O governo espera que as reformas nos poderes do Senado e de outras autoridades possam melhorar a administração e o processo de elaboração de leis.

"Se um voto 'não' prevalecer, o país continuará a fazer reformas, mesmo com o antigo desenho institucional", afimrou Padoan. "Isso em si não reduzirá o ímpeto do governo." Fonte: Dow Jones Newswires.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade