SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Após cancelamento, Avianca retoma voos para Caracas neste domingo

A companhia já havia reduzido bastante as frequências de voos com a Venezuela, devido a problemas cambiais com o país vizinho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/10/2016 10:41 / atualizado em 23/10/2016 14:57

France Presse

A companhia aérea colombiana Avianca informou que retomará neste domingo (23) os voos "partindo de e com destino à Venezuela", após o anúncio feito neste sábado (22) sobre sua suspensão. A suspensão foi decidida depois que um avião militar desse país se aproximou de um voo comercial da empresa.

"Depois dos esclarecimentos, entre os governos de Colômbia e Venezuela, sobre o incidente (...), a Aeronáutica Civil da Colômbia autorizou a retomada das operações a partir de e para a Venezuela", indicou a Avianca em um comunicado, acrescentando que serão reiniciados "os voos Bogotá-Caracas-Bogotá e Lima-Caracas-Lima, a partir deste domingo 23 de outubro".

A companhia já havia reduzido bastante as frequências de voos com a Venezuela, devido a problemas cambiais com o país vizinho. O incidente aconteceu na sexta à noite (21), quando, durante um voo da Avianca, detectou-se no espaço aéreo venezuelano a presença "a curta distância" e por quatro minutos de um avião desse país, relatou o governo colombiano neste sábado.

Hoje, a Colômbia pediu explicações à Venezuela. Segundo um comunicado do Ministério da Defesa, a Força Aérea Colombiana detectou, às 19h10 (22h10, horário de Brasília), em território venezuelano, o avião da Avianca AVA011, que cobria a rota Madri-Bogotá.

 

Leia mais notícias em Mundo

 

"Da mesma forma, o Sistema detectou na mesma posição outra aeronave com similares condições de voo a curta distância do avião comercial", acrescenta o comunicado. Às 19h14 locais (22h14, Brasília) - completa o texto -, "a aeronave que voava próximo ao avião da Avianca tomou rumo norte e se afastou".

O Ministério da Defesa explica que, duas horas depois, as autoridades venezuelanas responderam a "contínuos chamados" colombianos, informando "que se tratava de uma aeronave militar venezuelana em missão de navegação".

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade