SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Região belga ameaça romper negociações sobre acordo UE-Canadá

"Não podem nos obrigar a ceder sob pressão e não podem nos pedir para ignorar os procedimentos de controle parlamentar", acrescentou o líder da Valônia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/10/2016 13:19

France Presse

Bruxelas, Bélgica - A região belga de Valônia, cuja oposição ao acordo comercial entre UE e Canadá (Ceta) impede sua assinatura, encerrará as negociações caso seja imposto "um quarto ultimato", garantiu nesta terça-feira o chefe do governo regional, Paul Magnette. "Já recebemos três ultimatos. Se houver um quarto ultimato, poremos um fim às negociações", garantiu Magnette, em sua chegada a uma reunião de entidades regionais belgas em Bruxelas.

"Não podem nos obrigar a ceder sob pressão e não podem nos pedir para ignorar os procedimentos de controle parlamentar", acrescentou o líder da Valônia, uma entidade belga que, junto com a região de Bruxelas e com a comunidade francófona, impedem a Bélgica de dar sua aprovação ao Ceta.

"Não queremos uma arbitragem privada, nem agora nem mais tarde", reiterou Magnette, para quem as jurisdições públicas deveriam ser as encarregadas de solucionar os eventuais conflitos entre multinacionais e Estados, já que "defendem o interesse público, o meio ambiente, a previdência social e os setores públicos".

Leia mais notícias em Mundo

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade