SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Pai perde guarda da filha depois de tentar vendê-la na Internet

Sua mulher, de 20 anos, vai recuperar a filha, inicialmente transferida para a Agência de Proteção de Jovens; ela deverá viver sem o marido, em um lugar que acolhe apenas mulheres e crianças

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/10/2016 22:51 / atualizado em 27/10/2016 23:01

France Presse

Um solicitante de asilo na Alemanha, que tentou vender sua filha de apenas algumas semanas de vida por 5 mil euros no site de leilões eBay, perdeu a guarda da bebê nesta quinta-feira (27/10) - de acordo com decisão de um tribunal de Duisburgo.

O homem, de 28 anos, admitiu para a Polícia ter posto o anúncio em 11 de outubro, mas alegou que se tratava de uma brincadeira.

O tribunal administrativo de Duisburgo, encarregado do caso, decidiu que, a partir de agora, o homem poderá ver a filha apenas na presença de uma terceira pessoa, informou a agência alemã de notícias DPA.

Sua mulher, de 20 anos, vai recuperar a filha, inicialmente transferida para a Agência de Proteção de Jovens. Ela deverá viver sem o marido, em um lugar que acolhe apenas mulheres e crianças, acrescentou o tribunal.
 
 
O anúncio no eBay tinha quatro fotos desse bebê então com apenas 40 dias de vida. Foi publicado em 11 de outubro por um internauta que usava o apelido "frigorífico".

Redigido em um precário alemão, o anúncio oferecia, por 5.000 euros, uma menina de 40 dias chamada Maria. Ficou on-line por vários minutos até ser localizado por funcionários do eBay e retirado imediatamente.

Alertada, no dia seguinte, a Polícia revistou a residência dos pais e interrogou o casal. Alguns dias mais tarde, o pai foi à Polícia e reconheceu ter publicado o anúncio, o qual teria sido uma brincadeira.

Segundo o jornal Bild, o casal, cujo país de origem não foi divulgado, está na Alemanha há um ano e tem apenas um filho.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade