SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Secretário da ONU exonera comandante da força de paz no Sudão do Sul

Uma investigação das Nações Unidas determinou que a falta de liderança provocou uma resposta "caótica e ineficaz" quando ocorreram violentos confrontos em Juba, entre 8 e 11 de julho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/11/2016 18:08

France Presse


Nações Unidas, Estados Unidos
- O secretário geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, exonerou nesta terça-feira o comandante da força de paz da ONU no Sudão do Sul, após um relatório que apontou o fracasso dos capacetes azuis na proteção de civis durante recentes atos de violência em Juba.

Uma investigação da ONU determinou que a falta de liderança provocou uma resposta "caótica e ineficaz" quando ocorreram violentos confrontos em Juba, entre 8 e 11 de julho.

O porta-voz da ONU, Stephane Dujarric, declarou que Ban "pediu a imediata substituição do comandante da força de paz", general queniano Johnson Mogoa Kimani Ondieki, no posto desde maio passado.

Leia mais notícias em Mundo


As forças de paz abandonaram seus postos de vigilância e fracassaram ao responder aos apelos de ajuda dos trabalhadores humanitários, alvo de ataques em um hotel, segundo o relatório.

Um contingente de 16 mil capacetes azuis foi enviado ao Sudão do Sul, palco de conflitos armados desde 2013.

"A investigação especial determinou que a UNMISS não respondeu efetivamente à violência devido à falta de liderança, preparação deficiente e ausência de integração entre os vários componentes da missão", destacou Dujarric.

Os confrontos ocorreram entre as forças do presidente Salva Kiir e seguidores do ex-líder rebelde Riek Mchar, que impediram os esforços internacionais visando a criação de um governo de unidade e a restauração da paz no Sudão do Sul.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade