SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

"Livrai-nos de todo Trump"

Imigrantes que vivem na Califórnia procuram até curandeiro para evitar a vitória de candidato republicano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/11/2016 15:01 / atualizado em 05/11/2016 15:11

AFP/Frederic J. Brown


Lázaro Paz, 34 anos, tem estado ocupado nos últimos dias. É curandeiro e em sua pequena loja de Los Angeles chegam pessoas com um pedido incomum: acalmar o pânico gerado por Donald Trump. A apenas três dias da eleição presidencial nos Estados Unidos, as pesquisas preveem que a disputa será muito acirrada. Uma vitória do magnata republicano é, de fato, possível.

Normalmente, as pessoas procuram os curandeiros por temas de prosperidade, amor, consolo... A política não é algo comum. Mas, nas últimas semanas, entre 20 e 30 pessoas procuraram Lázaro e muitos outros em Los Angeles devido à ansiedade que a disputa eleitoral provoca.

A possibilidade de vitória de Trump tem aterrorizado muitos hispânicos, incluindo Guadalupe López, 32 anos. Desde 2007, ele vive nos Estados Unidos, onde entrou ilegalmente. “Este homem não quer os latinos, na verdade não quer ninguém. Ele vai começar a deportar todos nó”, afirma o mexicano, que atualmente trabalha em uma fábrica de reciclagem.

Trump ameaçou deportar 11 milhões de imigrantes ilegais e construir um muro na fronteira sul, afirmando que os mexicanos são criminosos e estupradores. Mas, no que depender de Lázaro Páz, que cruzou a pé a fronteira, caminhando durante dias no brutal deserto, o republicano não vai vencer.

Na pequena sala localizada na parte de trás de sua loja, há um arsenal religioso para auxiliar os fiéis que estão rezando pela derrota de Trump. Há velas, e imagens da Santa Muerte, uma delas em tamanho grande: o esqueleto e a adaga pretos, o vestido dourado e, ao redor, uma vela e uma garrafa de cerveja “que ela gosta”.


O curandeiro, que aprendeu os ritos com a mãe, colocou uma vela preta e outra vermelha dentro de um frasco de vidro com a palavra “reversível” escrita em letras brancas, “para que todo o mal que diz volte contra ele”, e para Hillary Clinton uma que faça com que “seu caminho (ao poder) seja destrancado”. “Fizeram bruxaria com a senhora, esta tosse que ela teve, a atacaram, queriam parar seu coração. Eu fiz uma oração para ela”, afirma. em relação à pneumonia que a candidata sofreu em setembro.

 

Por France-Presse

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Roberto
Roberto - 06 de Novembro às 01:42
E porque alguém deveria abrigar a esses criminosos estrangeiros, adeptos a misticismos e heresias tribalistas?

publicidade