SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Bill Clinton, primeiro-cavalheiro ou simplesmente 'senhor ex-presidente'?

Apenas homens ocuparam a presidência dos Estados Unidos, e exerceram o poder ao lado de suas esposas, as 'primeiras-damas'

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/11/2016 12:31

SAUL LOEB

A possível vitória de Hillary Clinton nas eleições presidenciais de 8 de novembro já levantou discussões sobre como se referir ao seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, que retornaria à Casa Branca como consorte da presidente.

Apenas homens ocuparam a presidência dos Estados Unidos, e exerceram o poder ao lado de suas esposas, as 'primeiras-damas'. A única exceção foi James Buchanan, presidente entre 1857 e 1961, um solteiro convicto até o final de seus dias.

Mas Bill Clinton seria um caso inédito, já que não somente seria o primeiro marido de uma presidente, mas também o primeiro ex-presidente a ocupar a Casa Branca sem um cargo específico.
Na Casa Branca, por exemplo, existe formalmente um Escritório da Primeira-Dama, que tem sua própria equipe e que muito possivelmente será rebatizado para o uso do ex-presidente Clinton.

Nos Estados Unidos, é comum que as pessoas utilizem a nomenclatura do mais alto cargo que já exerceram. Essa é a razão pela qual Hillary Clinton é chamada de "senhora secretária", por ter sido secretária de Estado, e seu marido é chamado "senhor presidente Clinton".

Lisa Grotts, uma especialista em etiqueta, recordou que "nos Estados Unidos temos seis governadoras, e seus esposos são chamados extraoficialmente de 'primeiro-cavalheiro'. Mas não há uma regra definida". No caso de Bill Clinton, acrescentou Grotts, "uma vez presidente, para sempre presidente, e este será seu título para sempre".
 
Protocolo

Allida Black, uma especialista sobre primeiras-damas na Associação Histórica da Casa Branca, não tem dúvidas de que Bill Clinton será chamado de 'presidente' quando o casal for apresentado em eventos formais, como em jantares em homenagem a líderes estrangeiros.

"Serão apresentados como presidente Clinton e ex-presidente Clinton", disse Black, embora considere que "o escritório do protocolo presidencial, trabalhando junto com eles, decidirá como rebatizar o Escritório da Primeira-Dama".

Na opinião de Black, "se ela fosse casada com uma pessoa que não tivesse sido presidente, seria o 'primeiro-cavalheiro', mas como Bill Clinton foi presidente, ele passará a ser o 'ex-presidente' e não o 'primeiro-cavalheiro'".

Um papel para Bill

Tradicionalmente, as primeiras-damas americanas, com suas próprias equipes e seu próprios orçamentos, adotam causas que não geram controvérsias.

Laura Bush, por exemplo, se dedicou a difundir a leitura, Michelle Obama criou uma horta na Casa Branca para impulsionar a alimentação saudável, e Nancy Reagan se dedicou a fazer campanhas contra as drogas.

Até o momento, Bill Clinton se limitou a brincar sobre o tema. "Tomara que eu possa finalmente romper o sólido domínio que as mulheres têm no cargo de primeira-dama", disse recentemente, provocando um coro de gargalhadas.

Vegano desde 2010 devido a problemas de saúde, o ex-presidente não poderá receber pagamento por suas funções caso sua esposa vença as eleições, mas nada impediria que atusse como assessor extraoficial.

Durante a campanha, a própria Hillary chegou a brincar sobre o tema, quando disse que pretendia deixar seu esposo "com a responsabilidade de ativar a economia, porque entende disto", em referência ao 'boom' que o país viveu durante sua gestão.

Quando Bill era presidente, sua esposa Hillary se tornou o centro de uma enorme campanha nacional para modificar o sistema nacional de saúde, campanha que terminou em fracasso.
 
Por France Presse  
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.