SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Obama quer que eleitores façam pela Hillary o que fizeram por ele

"Vocês têm a chance de rejeitar essa política maniqueísta que nos faz retroceder, a chance de escolher a nossa primeira presidente mulher", afirmou

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/11/2016 18:58

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta segunda-feira que os cidadãos americanos apoiem a candidata Hillary Clinton nas eleições desta terça-feira para que ela o suceda na Casa Branca.

"Peço a vocês que façam por Hillary o que fizeram por mim", disse Obama a uma multidão em Ann Arbor, Michigan, no primeiro de três discursos que o mandatário prevê nesta segunda-feira na véspera da eleição.

"Vocês têm a chance de rejeitar essa política maniqueísta que nos faz retroceder, a chance de escolher a nossa primeira presidente mulher", afirmou.

 

Leia mais em Mundo

 

Obama e sua esposa Michelle têm demonstrado ser armas extremamente populares no apoio à Hillary Clinton nessa campanha, embora a disputa com o candidato republicano Donald Trump esteja acirrada.

O estado de Michigan, un território tradicionalmente democrata, se transformou em palco de disputa por votos.

Esse estado, que tradicionalmente se beneficiou da indústria automobilística, em anos recentes se somou no desemprego à medida que os postos de trabalho foram transferidos a outros países, como Trump faz questão em cada discurso.

"Todo o progresso que alcançamos irá pelo ralo se não ganharmos amanhã", disse Obama nesta segunda-feira. "A disputa será apertada aqui em Michigan, da mesma forma que será em muitas outras partes do país", acrescentou.

Obama pediu aos americanos que "estejam atentos, porque a decisão que vocês têm pela frente não poderia ser mais clara. Donald Trump não está preparado para ser o comandante-chefe".

O presidente ainda comparecerá hoje em um ato de campanha em Durham, New Hampshire, antes de se juntar a Hillary Clinton para o fechamento de campanha na Filadélfia.

 

Por France Presse

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade