SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Gisele Bündchen nega voto dela e do marido, Tom Brady, em Donald Trump

Magnata havia anunciado apoio do jogador na véspera da eleição

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2016 14:53 / atualizado em 08/11/2016 15:13

Braitner Moreira /Correio Braziliense

Num dos últimos eventos da campanha presidencial para os Estados Unidos, nesta segunda-feira (7/11), o republicano Donald Trump declarou que o jogador de futebol americano Tom Brady havia votado nele. "Ele me ligou e disse: 'Donald, eu te apoio. Você é meu amigo e votei em você'. E eu disse: 'Então posso falar durante esse grande evento que vai acontecer?' É disso que é feito um campeão", disse o magnata, à plateia, na véspera da eleição.

No mesmo dia do discurso, Brady havia dito a uma rádio que ainda não havia votado - nos Estados Unidos, é possível antecipar a ida às urnas na maioria dos estados, algo feito por 42 milhões de eleitores em 2016. O apoio de astros da NFL, a liga de futebol americano dos EUA, foi buscado por Trump na reta final da campanha. Brady é tetracampeão da liga.

No Instagram da mulher do jogador, a supermodelo brasileira Gisele Bündchen, uma fã questionou o apoio e foi respondida pela gaúcha - ela tem cidadania americana e, portanto, direito a voto. "Ouvi dizer que você e Tom apoiam o Trump, isso é verdade?", indagou a garota, que foi respondida, em caixa alta: "NÃO".

Segundo o Yahoo News, o registro eleitoral de Brady está inativo e, por isso, ele não poderá votar nestas eleições.
Reprodução

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade