SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Austrália ratifica meta de emissão de gases proposta em reunião de Paris

Os países que ratificaram o acordo, entre eles os Estados Unidos, representam 70% das emissões mundiais e três quartos do Produto Interno Bruto (PIB) global

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/11/2016 11:23

A Austrália ratificou nesta quinta-feira a sua meta de emissão de gases estufa proposta no ano passado, durante a Conferência do Clima de Paris.

O primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, afirmou ao Parlamento que o país se tornou o 140º país a ratificar o acordo, assinado por 196 nações em abril, após a reunião de dezembro na capital francesa. A comunidade internacional tenta, com o pacto, limitar o processo de aquecimento global através de cortes auto impostos que seriam realizados em um espaço de cinco anos.

 

Leia mais notícias em Mundo

 

Os países que ratificaram o acordo, entre eles os Estados Unidos, representam 70% das emissões mundiais e três quartos do Produto Interno Bruto (PIB) global.

"Após quase um ano após a conferência de Paris, é visível que o acordo foi um divisor de águas que galvanizou a comunidade internacional em direção a uma ação global", afirmou o premiê.

A Austrália foi o único país industrializado a seguir os Estados Unidos e se recusar a ratificar o protocolo de Kioto, em 1997. Agora, o país pretende reduzir entre 26% e 28% suas emissões referentes a 2005 até 2030. Segundo o governo australiano, a meta é uma das mais ambiciosas entre os países industrializados.

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade