SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Flórida é alvo de 'bullying' nas redes sociais por vitória de Trump

Os memes e mensagens de ódio começaram na noite da eleição, quando a Flórida manteve toda a nação apreensiva porque a votação estava acirrada demais para declarar rapidamente um vencedor

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/11/2016 17:56

A Flórida é o estado mais odiado nas redes sociais desde quarta-feira, quando o republicano Donald Trump ganhou a eleição presidencial americana graças, em grande parte, à sua vitória nesse estado diverso, indeciso e imprevisível.

"Bom dia a todos, menos para a Flórida. Se vocês estão tendo um dia ruim, apenas lembrem que não vivem na Flórida e se sentirão melhor", postou nesta quinta-feira @Youngadolf_, um usuário do Twitter de Houston, no Texas.

Também circula um gif em que o personagem de desenho animado Pernalonga separa com um serrote o estado da Flórida do resto do mapa dos Estados Unidos, assim como um frame de um episódio dos Simpsons em que Lisa aparece fantasiada de estado da Flórida e diz a Homer: "Não sou um estado, sou um monstro".

 

Leia mais em Mundo

 

Os memes e mensagens de ódio começaram na noite da eleição, quando a Flórida manteve toda a nação apreensiva porque a votação estava acirrada demais para declarar rapidamente um vencedor.

Mas por volta das 23h00 locais o estado já tinha um ganhador. Com esta vitória, Trump obteve os 29 delegados que precisava para se distanciar o suficiente da rival democrata Hillary Clinton e chegar à Casa Branca.

E muitos descontaram sua raiva apelando aos furacões que costumam golpear o estado do sudeste.

"Rezávamos pela Flórida para que ficasse a salvo do furacão Matthew. Mas não sabíamos que Matthew estava tentando nos salvar", publicou @painings.

Outros ironizaram com o fato de que a Flórida, que já sofre consequências da subida do nível do mar, votasse em um candidato que diz que as mudanças climáticas são uma invenção da China para prejudicar as empresas americanas.

"A boa notícia é que agora que o aquecimento global vai acelerar sob a vigilância de Trump, a Flórida será cada vez menos um fator-chave nas futuras eleições", disse @codinghorror.

Segundo as pesquisas iniciais, a participação dos brancos conservadores das áreas rurais foi muito maior que o esperado, e o voto cubano, atraído pela promessa de Trump de reverter a aproximação com Cuba, foi essencial. Segundo a empresa de pesquisa Latino Decision, 52% dos cubano-americanos na Flórida votaram em Trump.

 

 

 

 

 

 

 

 

Por France Presse 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade