SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Juiz manda soltar Brendan Dassey, personagem da série "Making a Murderer"

Brendan Dassey foi condenado a prisão perpétua por estuprar e assassinar uma fotógrafa, mas teve a pena revertida

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/11/2016 12:11

Reprodução


Brendan Dassey, o jovem que ficou conhecido com o documentário da Netflix, 'Making a Murderer', ganhou autorização para aguardar em liberdade o julgamento de um recurso sobre o seu caso. Dassey foi condenado a prisão perpétua em 2005 por ajudar seu tio, Steven Avery, no homicídio da fotógrafa Teresa Halbach.

O juiz federal responsável pelo caso, Winsconsin Willian Duffin, levou em consideração, principalmente, a defesa desastrosa que Dassey teve em 2006, a cargo do advogado Leonard Kachinsky. A Procuradoria diz que entrará com recurso para impedir que réu seja solto.

Leia mais notícias em Mundo

A liberdade provisória do jovem veio com diversas condições. Entre elas, que ele só poderá circular por algumas regiões do distrito e que não poderá tirar o passaporte, portar armas ou manter qualquer contato com a família de Avery ou de Halbach.

"Making a Murderer" foi lançada em dezembro de 2015 na Netflix e retrata a investigação frustrada, ou simulada, sobre o caso, além de levantar elementos que levam a pensar que Dassey e Avery foram presos injustamente. A série é um fenômeno de popularidade no serviço de streaming, e atingiu 19,3 milhões de espectadores.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade