SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ao lado de Merkel, Obama diz esperar que Trump 'faça frente' à Rússia

O presidente dos EUA citou a "violação das normas internacionais" com o risco de tornar os "países menores mais vulneráveis" ou criar "problemas de longo prazo em regiões como a Síria"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/11/2016 16:42

TOBIAS SCHWARZ

Berlim, Alemanha
- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou nesta quinta-feira esperar que o seu sucessor Donald Trump "faça frente" à Rússia em caso de necessidade e que procure a todo o custo um compromisso com Moscou.

"Espero que o presidente eleito terá a vontade de fazer frente à Rússia se ela não respeitar os nossos valores e as normas internacionais", disse Obama em uma coletiva de imprensa conjunta com a chanceler Angela Merkel em Berlim.

Leia mais notícias em Mundo


"O presidente eleito não vai seguir exatamente a nossa postura, mas minha esperança é que ele não assuma uma postura 'Realpolitik'", passando por "deals com a Rússia" que "arranjam" os Estados Unidos no momento, mas que provocam desgastes colaterais importantes.

Obama citou a "violação das normas internacionais" com o risco de tornar os "países menores mais vulneráveis" ou criar "problemas de longo prazo em regiões como a Síria".

"Este é um assunto sobre o qual teremos mais informações a medida que o presidente eleito compor a sua equipe", considerou Obama.

Neste contexto, ele voltou a pedir pela manutenção das sanções existentes contra a Rússia sobre a Ucrânia, até que o acordo de paz de Minsk seja aplicado.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade