SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Deixar TPP terá 'custos sérios', alerta representante comercial dos EUA

Nem Trump, nem sua oponente democrata Hillary Clinton apoiaram o TPP durante a campanha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/11/2016 08:25

France Presse

O representante comercial dos Estados Unidos, Michael Froman, alertou nesta sexta-feira (18) para os "sérios" custos econômicos e estratégicos de abandonar as negociações da Parceria Transpacífica (TPP).

Reconhecendo que o destino do TPP, que envolve 12 nações, agora está, em grande parte, fora das mãos do governo Barack Obama, Froman indicou que continuará defendendo o acordo como um bom tratado para os Estados Unidos.


"Estamos, obviamente, em um momento onde, para tirar o TPP, é um processo legislativo e realmente isso avançará até que o líder do Congresso determine como e quando", comentou.


"Essa é uma decisão política deles", insistiu."Nosso argumento é que a inação tem sérios custos", acrescentou, citando um estudo recente que sugere que o fracasso pode custar à economia dos Estados Unidos cerca de US$ 94 bilhões apenas no primeiro ano.

Acordos comerciais como o TPP e o Tratado de Livre-Comércio da América do Norte tiveram destaque na agressiva campanha eleitoral e muitos veem a vitória de Trump como uma profunda rejeição aos acordos comerciais.


Nem Trump, nem sua oponente democrata Hillary Clinton apoiaram o TPP durante a campanha.Os simpatizantes do livre-comércio dizem que este foi um bode expiatório pelos transtornos econômicos e sociais causados pela automatização e por outras tendências muito mais potentes."A globalização é um fato da nossa vida. Não vai embora", concluiu Froman.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade