SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Donald Trump diz que Giuliani é considerado para secretário de Estado

Giuliani é um dos aliados mais leais e públicos do presidente eleito dos EUA

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/11/2016 21:51

O presidente eleito dos Estados Unidos Donald Trump disse neste domingo que o ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani ainda está sendo considerado para secretário de Estado "e outras coisas". Trump se reuniu neste domingo no seu clube de golfe em Nova Jersey com vários nomes que podem compor o seu governo. A observação foi feita após o vice-presidente eleito Mike Pence ter dito mais cedo que Mitt Romney era um "forte candidato" para secretário de Estado.

Giuliani é um dos aliados mais leais e públicos de Trump. Romney, que é ex-governador de Massachusetts, por outro lado, trocou insultos amargos com Trump durante a campanha presidencial. Contudo, Romney e Trump têm tentado se reconciliar e se reuniram no clube no sábado. Giuliani tinha sido considerado também para o procurador-geral, mas o senador Jeff Sessions, do Alabama, foi confirmado para este posto.

Trump também se reuniu neste domingo no campo de golfe com o investidor bilionário Wilbur Ross. Ele é cotado para secretário de Comércio. Questionado no domingo se está considerando Ross para o cargo, Trump respondeu: "É isso o que estamos procurando " Ross foi questionado se ele queria o posto e respondeu: "O tempo dirá". 

O presidente eleito dos EUA também recebeu a visita do governador de Nova Jersey, Chris Christie. Trump disse que Christie é "muito talentoso", mas não deu pistas se há um lugar para ele em sua administração.

O governador de Nova Jersey foi um dos primeiros apoiadores do Trump. Contudo, o seu nome foi recentemente rejeitado como chefe do esforço de transição. As suas chances de entrada no novo governo diminuíram após dois ex-assessores terem sido condenados no escândalo da ponte George Washington. A equipe de Christie foi acusada de fechar duas faixas da ponte com o objetivo de causar um engarrafamento para punir um prefeito que não apoiou a candidatura do governador à reeleição. Christie alega não ter nada a ver com o fechamento e não foi formalmente acusado pelo incidente de 2013. Além disso, o governador disse recentemente que planeja terminar seu mandato, que encerra em 2018. 

Por Associated Press

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade