SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Malta: Reino Unido não conseguirá acordo melhor do que já possui com a UE

Os eleitores do Reino Unido decidiram, em plebiscito no fim de junho, pela saída do país da U

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/11/2016 08:59

THIERRY CHARLIER

O primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, cujo país está prestes a assumir a presidência rotativa da União Europeia, afirmou que a saída do Reino Unido do bloco representará uma perda para as duas partes. O governo britânico quer negociar a saída da UE, mas manter acesso ao mercado consumidor do bloco.

"Não haverá a possibilidade de um lado ganhar e o outro perder. Todos nós perderemos algo", afirmou Muscat. Ainda segundo ele, "não haverá uma situação na qual o Reino Unido terá um acordo melhor do que o que já possui hoje".

Leia mais notícias em Mundo


Os eleitores do Reino Unido decidiram, em plebiscito no fim de junho, pela saída do país da UE. As declarações de Muscat sugerem, porém, que as negociações entre as partes podem ser difíceis. O premiê de Malta afirmou que a esperança do Reino Unido de manter acesso ao mercado comum e ao mesmo tempo impor limites à imigração da UE "não vai acontecer".

Malta assume a presidência rotativa do bloco a partir de 1º de janeiro, para um mandato de seis meses. Fonte: Associated Press.

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade