SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Fidel Castro 'viverá eternamente', diz presidente chinês Xi Jinping

A respeito das relações entre Cuba e China, Xi Jinping lembrou que cresceram rapidamente graças aos esforços de Castro, depois que os dois países estabeleceram relações diplomáticas em 1960

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/11/2016 11:01 / atualizado em 26/11/2016 12:01

AFP PHOTO/HO-www.cubadebate.cu
 
 
Fidel Castro "viverá eternamente", afirmou neste sábado o presidente chinês, Xi Jinping, em mensagem lida na TV após a morte do ex-presidente cubano.
 
 
"O povo chinês perdeu um camarada bom e sincero", afirmou Xi em mensagem lida no início do noticiário noturno. "O camarada Castro viverá eternamente", acrescentou o presidente chinês, que também é secretário-geral do Partido Comunista Chinês.

Fidel Castro era "um grande homem da nossa época", considerou Xi Jinping. "A história e o povo se lembrarão dele". 

A respeito das relações entre Cuba e China, Xi Jinping lembrou que cresceram rapidamente graças aos esforços de Castro, depois que os dois países estabeleceram relações diplomáticas em 1960. 

Em um documentário difundido horas depois do anúncio da morte do líder cubano, a TV nacional chinesa CCTV reportou que Fidel "admirava" o presidente chinês Mao Zedong e "lamentava não ter podido conhecê-lo". 

Embora os dois países compartilhassem a ideologia comunista, suas relações até a morte de Mao (1976) foram distantes, devido à Presidência de Cuba na órbita da União Soviética, rival da China desde os anos 1960. 

Os dois países se aproximaram desde a queda da URSS, e os dirigentes chineses viajaram várias vezes à ilha. Xi Jinping "visitou seu antigo amigo, Fidel Castro, durante sua visita de Estado a Cuba", em julho de 2014, lembrou CCTV. 

Fidel Castro visitou Pequim em 1995.
 
Por France-Presse 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade