SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Maradona lamenta morte do "segundo pai" Fidel Castro

"Me ligaram de Buenos Aires e foi muito chocante. Acabei caindo em um choro terrível", disse o craque argentino

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/11/2016 12:28 / atualizado em 26/11/2016 12:33

AFP PHOTO / CANAL 13
 
 
O astro do futebol Diego Maradona chorou neste sábado (26/11) ao ser notificado da morte do líder cubano Fidel Castro, "o maior" e como "um segundo pai" para o ex-jogador argentino.
 
 
"Me ligaram de Buenos Aires e foi muito chocante. Acabei caindo em um choro terrível, porque ele foi como um segundo pai para mim", declarou Maradona à imprensa presente na Arena Zagreb, onde o ex-craque se encontra para assistir à final da Copa Davis de tênis entre Croácia e Argentina.
 
Por France-Presse 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.