EUA: Conselheira de Trump se opõe a Matt Romney como secretário de Estado

Ele foi um dos maiores críticos de Trump durante a campanha presidencial

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2016 19:43

Uma importante assessora de Donald Trump advertiu que os apoiadores do presidente eleito se sentiriam "traídos" se ele nomeasse o ex-governador de Massachusetts, Mitt Romney, como secretário de Estado. Ele foi um dos maiores críticos de Trump durante a campanha presidencial.

Os comentários de Kellyanne Conway aprofundaram a vontade de alguns aliados de Trump de impedir que o presidente eleito nomeie Romney. O caráter público do esforço também despertou a especulação de que esta poderia ser uma iniciativa aprovada pelo próprio Trump para humilhar um proeminente republicano que se opôs firmemente a ele.

Conway, que serviu como gerente de campanha de Trump e faz parte de sua equipe de transição, disse que sua oposição a Romney reflete o que ela ouve dos eleitores Trump.

"As pessoas se sentem traídas por pensar que o governador Romney, que se esforçou para questionar o caráter, o intelecto e a integridade de Donald Trump, agora nosso presidente eleito, receberia o posto mais significativo de todos", disse Conway durante entrevista. 

A oposição de Conway a Romney também é sustentada por Steve Bannon, executivo de mídia conservadora que servirá como conselheiro sênior da Casa Branca de Trump. Pessoas envolvidas no processo de transição dizem que a decisão de Trump sobre seu secretário de Estado não parece estar próxima.

Por Agência Estado
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.