SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Palestino é condenado à prisão perpétua por ataque letal em Israel

À condenação, os juízes acrescentaram uma pena de mais 20 anos de prisão por tripla tentativa de homicídio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/11/2016 18:58


Jerusalém, Undefined - Um palestino foi condenado à prisão perpétua, e outro, a passar 16 anos e meio atrás das grades, por dois tribunais israelenses nesta segunda-feira (28) - informou o Ministério da Justiça, acrescentando que ambos cometeram ataques a faca que resultaram na morte de dois israelenses.

Um tribunal de Tel Aviv ditou duas penas de prisão perpétua contra Raed Jalil, de 37, acusado de ter matado dois israelenses a facadas e de ter ferido um outro, em 19 de novembro de 2015 em Tel Aviv.

À condenação, os juízes acrescentaram uma pena de mais 20 anos de prisão por tripla tentativa de homicídio.

Leia mais notícias em Mundo

Um porta-voz do Ministério da Justiça disse à AFP que as condenações de prisão perpétua equivaliam a 25 anos de prisão sem possibilidade de redução. Jalil também não poderá ser solto, em caso de eventual acordo entre israelenses e palestinos.

Já um tribunal de Lod, perto de Tel Aviv, condenou Tamer Weridat a 16 anos e meio de prisão. Ele foi acusado de ter apunhalado e ferido levemente um judeu ortodoxo perto de um shopping de Petah Tikva, em 7 de outubro de 2015.

Tamer Weritdat também terá de pagar 100 mil shekels (US$ 28 mil) por perdas e danos.

Por France Presse

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade