SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ONU: 16 mil civis fugiram do leste de Aleppo e situação é "alarmante"

A intensificação dos combates em terra e os bombardeios indiscriminados nos últimos dias teriam provocado a morte ou deixado feridos dezenas de civis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2016 10:26

Genebra, Suíça - Um total de 16 mil civis fugiram do leste de Aleppo nos últimos dias para outras áreas da cidade, anunciou nesta terça-feira em Genebra a ONU, que citou uma situação "alarmante e aterradora". "Estou extremamente preocupado com o destino dos civis por causa da situação alarmante e aterradora na cidade de Aleppo", afirmou o diretor de operações humanitárias da ONU, Stephen O'Brien, em um comunicado.

No leste de Aleppo, controlado pelos rebeldes, a "intensificação dos combates em terra e os bombardeios indiscriminados nos últimos dias teriam provocado a morte ou deixado feridos dezenas de civis, ao mesmo tempo que não resta nenhum hospital em funcionamento e as reservas de alimentos estão praticamente esgotadas", destacou.

Os 250 mil civis que vivem no setor rebelde de Aleppo, cercados pelo regime sírio desde julho, começaram a fugir nos últimos dias. "As primeiras informações indicam que até 16.000 pessoas se deslocaram, muitas delas em condições incertas e precárias. É provável que outros milhares tentem fugir se os combates continuarem (...) com intensificação nos próximos dias", completou O'Brien.

A batalha pelo controle de Aleppo, segunda maior cidade da Síria, tem uma clara vantagem do regime, que está retomando um a um os bairros controlados pelos rebeldes.
 
Por France Presse
Tags: onu aleppo síria
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.