SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Lula e Dilma partem para Cuba amanhã, para funeral de Fidel Castro

Cinzas do ditador pernoitaram no mausoléu que abriga os restos mortais de guevara, na icônica cidade de Santa clara

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/12/2016 07:26

Ronaldo Schemidt/AFP
 
Moradores da área central de Cuba se despediram, ontem, do ditador Fidel Castro, morto na última sexta-feira, durante a passagem das cinzas do icônico líder pela região. No segundo dia de um cortejo que leva os restos mortais do comandante da Revolução Cubana pelo país, a urna fúnebre saiu da emblemática cidade de Santa Clara rumo a Santiago de Cuba. Depois de passar por 13 das 15 províncias cubanas e percorrer quase mil quilômetros, as cinzas de Fidel serão enterradas no domingo. Segundo o Instituto Lula, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff viajarão a Cuba, amanhã, para participarem da cerimônia.

Dessa vez sem tanques militares, o cortejo que leva as cinzas de Fidel pela ilha caribenha segue o trajeto contrário da rota seguida pelos guerrilheiros, em janeiro de 1959, para celebrar o triunfo sobre o governo de Fulgencio Batista, a conhecida Caravana da Liberdade. Coberta com a bandeira do país, a urna de madeira partiu da Praça da Revolução, em Havana, na quarta-feira, com paradas pelas regiões de Mayaveque e Matanza.

Em Santa Clara, um simbólico encontro marcou o trajeto da despedida. As cinzas de Fidel passaram a noite no mausoléu que abriga os restos mortais de Ernesto “Che” Guevara, o revolucionário com quem o líder cubano se encontrou pela última vez em 1966, um ano antes da execução do guerrilheiro na Bolívia. Em meio aos gritos de “Viva, Fidel!”, os moradores de Santa Clara prepararam uma solenidade e a apresentação de um espetáculo com músicas do cubano Silvio Rodríguez. 
 
A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade