SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Merkel pede a Erdogan "diálogo respeitoso" na Turquia após referendo

Merkel disse que aguarda as primeiras avaliações previstas para esta segunda-feira dos observadores da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) e do Conselho Europeu sobre a votação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/04/2017 07:06

Berlim, Alemanha - A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu nesta segunda-feira ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, "um diálogo respeitoso" com todos os partidos políticos após a apertada vitória do 'Sim' no referendo para aumentar seus poderes.

"O governo (alemão) espera que o governo turco, depois de uma dura campanha eleitoral, busque agora um diálogo respeitoso com todas as forças políticas e na sociedade", destacou a chanceler em uma breve declaração conjunta com seu ministro das Relações Exteriores, Sigmar Gabriel. Berlim disse "tomar nota" do resultado provisório do referendo, em que o 'Sim' venceu com 51,37% dos votos, com 99,45% das urnas apuradas.

O governo "respeita o direito dos turcos e das turcas de decidir sobre sua Constituição", completou, antes de apontar que "o resultado apertado mostra até que ponto a sociedade turca está profundamente dividida". "Isto supõe uma grande responsabilidade para os dirigentes turcos e para o presidente Erdogan pessoalmente", prosseguiu, depois que o chefe de Estado turco fez uma violenta campanha verbal contra as autoridades alemãs após a proibição de comícios pró-Erdogan na Alemanha.

Berlim pediu ainda "discussões políticas o mais rápido possível" com Ancara "tanto a nível bilateral como entre as instituições europeias e Turquia". Merkel disse que aguarda as primeiras avaliações previstas para esta segunda-feira dos observadores da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) e do Conselho Europeu sobre a votação. Ao mesmo tempo, recordou "as sérias dúvidas" expressadas pelo Conselho da Europa e a OSCE sobre o referendo.

A Alemanha mantém uma relação estreita com a Turquia porque recebe em seu território a maior diáspora turca do mundo. Mas o relacionamento piorou durante a campanha do plebiscito.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.