SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ex-astro do futebol americano encontrado morto na prisão

A condenação em 2015 representou uma queda em desgraça de Hernandez, que em um determinado momento da carreira chegou a ter um contrato de US$ 40 milhões, por cinco anos, com os Patriots

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/04/2017 09:52 / atualizado em 19/04/2017 09:54

Washington, Estados Unidos - O ex-jogador de futebol americano Aaron Hernandez foi encontrado morto nesta quarta-feira em sua cela em uma penitenciária, onde cumpria pena de prisão perpétua por assassinato, anunciaram as autoridades carcerárias.

Hernandez, que defendeu o New England Patriots, foi encontrado enforcado em sua cela por agentes penitenciários de Shirley, Massachusetts, por volta de 3H05 desta quarta-feira, informa um comunicado do Departamento Correcional de Massachusetts.
 
 
"O sr. Hernandez se enforcou utilizando um lençol prendeu à janela de sua cela", afirma o comunicado. "O sr. Hernandez também tentou bloquear sua porta por dentro, ao colocar vários itens encostados na porta". De acordo com a nota oficial, os agentes utilizaram técnicas para tentar salvar a vida do ex-tight end do New England Patriots. Ele foi levado para um hospital de Massachusetts, onde um médico declarou sua morte às 4H07.

O detento estava em uma cela individual. A polícia iniciou uma investigação. O suicídio de Hernandez, que tinha 27 anos, aconteceu cinco dias depois do ex-atleta ter sido absolvido das acusações de homicídios de dois homens em Boston em 2012. O ex-astro da NFL cumpria pena de prisão perpétua sem direito à liberdade condicional pelo assassinato de Odin Lloyd, um jogador semi-profissional de futebol americano, em junho de 2013.

A condenação em 2015 representou uma queda em desgraça de Hernandez, que em um determinado momento da carreira chegou a ter um contrato de US$ 40 milhões, por cinco anos, com os Patriots.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.