SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Papa vai canonizar as crianças 'pastoras de Fátima' em 13 de maio

O pontífice aprovou em março um decreto da Congregação para a Causa dos Santos relativo ao "milagre atribuído à intercessão do Beato Francisco Marto (1908-1919) e da Beata Jacinta Marto (1910-1920)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/04/2017 07:33

Cidade do Vaticano, Santa Sé - O papa Francisco anunciou nesta quinta-feira que canonizará em 13 de maio duas das três crianças pastoras de Fátima (Portugal) que afirmaram ter presenciado aparições da Virgem em 1917, um "milagre" reconhecido pela Igreja Católica. A canonização de Jacinta e Francisco Martos marcará o centenário da "aparição". Francisco viajará nos dias 12 e 13 de maio a Fátima para a cerimônia de canonização, informou o papa em um consistório, uma reunião de cardeais.


O pontífice aprovou em março um decreto da Congregação para a Causa dos Santos relativo ao "milagre atribuído à intercessão do Beato Francisco Marto, nascido em 11 de junho de 1908 e falecido em 4 de abril de 1919, e da Beata Jacinta Marto, nascida em 11 de março de 1910 e falecida em 20 de fevereiro de 1920".

Em 13 de maio, os católicos celebram a primeira aparição em 1917 da Virgem para três crianças: Jacinta, Francisco e Lúcia na cidade de Fátima, a 100 km de Lisboa. De acordo com a tradição católica, a Virgem apareceu outras cinco vezes ao longo de 1917 e durante as aparições fez várias profecias, recomendações e entregou três mensagens, conhecidas como "os três segredos de Fátima".

A freira Lúcia, a única que sobreviveu das três crianças pastoras e que faleceu em 2005, poucos meses antes do papa João Paulo II, revelou há algumas décadas os dois primeiros segredos. O primeiro era uma visão do inferno e o segundo falava de uma guerra pior que as já registradas até então.

O texto do terceiro mistério permaneceu em segredo por muitos anos e foi revelado apenas no ano 2000, justamente em Fátima. De acordo com o Vaticano se referia ao atentado sofrido por João Paulo II em 13 de maio de 1981 na Praça de São Pedro, no 64° aniversário da primeira aparição de Fátima, e à luta entre o comunismo ateu e a Igreja no século XX.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.