Justiça antiterror abre investigação sobre tiroteio na Champs Elysées

França, em estado de urgência, sofre, desde 2015, uma onda de atentados sem precedentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/04/2017 17:22

A seção antiterrorista do Ministério Público de Paris abriu uma investigação sobre o tiroteio registrado na noite desta quinta-feira (20/4) na avenida Champs Elysées, na capital francesa, no qual um policial e o atacante morreram, informou o MP.
 
 
O primeiro-ministro francês, Bernard Cazeneuve, dirigiu-se ao Palácio do Eliseu para se reunir com o presidente François Hollande e abordar o tiroteio, ocorrido a três dias do primeiro turno das eleições presidenciais. A França, em estado de urgência, sofre, desde 2015, uma onda de atentados sem precedentes praticados por extremistas islâmicos que já deixou 238 mortos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.