SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Afinador encontra moedas de ouro e prata em piano de 110 anos

De acordo com o Museu Britânico de Londres, responsável por taxar o tesouro, Martin Rickhouse, de 61 anos, foi chamado para afinar um piano de 110 anos doado a uma escola de ensino médio de Bishop's Castle, oeste da Inglaterra

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/04/2017 11:40

Peter Reavill/The British Museum/Divulgação
 
 
Um afinador encontrou centenas de moedas de prata e ouro em um velho piano doado a uma escola inglesa, e poderá ficar com parte do tesouro depois que as autoridades não conseguiram determinar quem era o proprietário.
 
 
De acordo com o Museu Britânico de Londres, responsável por taxar o tesouro, Martin Rickhouse, de 61 anos, foi chamado para afinar um piano de 110 anos doado a uma escola de ensino médio de Bishop's Castle, oeste da Inglaterra.

O afinador percebeu que as teclas estavam um pouco pesadas e decidiu observar o interior do instrumento, onde encontrou dezenas de pacotes cuidadosamente costurados e uma bolsa de couro, que continham 913 moedas de ouro e prata de entre 1847 e 1915.
 
Peter Reavill/The British Museum/Divulgação
 

"Ao abrir, não esperava ouro, pensava que eram moedas comuns", disse Rickhouse ao blog do Museu Britânico.

A imprensa avalia o valor total da descoberta em algo entre 300.000 e 500.000 libras (380.000-640.000 dólares).

Especialistas acreditam que foram escondidas no fim dos anos 1920, a julgar pela publicidade de um dos pacotes. 

"Talvez em razão da Grande Depressão ou dos eventos que levaram à Segunda Guerra Mundial", especula Peter Reavill, do Museu Britânico. 

"Em qualquer caso, era sem dúvida a economia de toda uma vida". 

Todos os esforços para encontrar os descendentes do proprietário do tesouro foram infrutíferos e as moedas passaram ao Estado, que recompensará o autor da descoberta e o dono do piano, mas não o generoso casal que doou o instrumento à escola e que o havia adquirido em 1983 para seus filhos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.