Empresas e hospitais sofrem ataque cibernético em massa na Europa

jornal britânico The Guardian informa que o bug ocorre em vários computadores de hospitais por todo o país e que médicos recebem mensagens dizendo que precisam efetuar pagamentos para terem as máquinas desbloqueadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/05/2017 12:19 / atualizado em 12/05/2017 17:45

O que parecia ser um ataque isolado de hackers à companhia espanhola Telefónica, na realidade está disseminado por várias empresas e organismos pela Europa. No Reino Unido, a rede de televisão britânica estatal BBC fala que se trata do maior ataque cibernético a hospitais ingleses já visto até agora. O serviço de saúde pública (NHS, na sigla em inglês) pede que a população apenas vá ao setor de emergência e de acidentes em casos extremamente graves. De acordo com a BBC, os ataques foram identificados em Londres, Manchester e em várias outras cidades inglesas. 

O jornal britânico The Guardian informa que o bug ocorre em vários computadores de hospitais por todo o país e que médicos recebem mensagens dizendo que precisam efetuar pagamentos para terem as máquinas desbloqueadas. "Seus computadores agora estão sob nosso controle", diz um trecho da mensagem, conforme reportou um médico nas redes sociais. A mesma mensagem já aparecia nas máquinas da empresa espanhola Telefónica, como noticiou o Broadcast mais cedo. 

O jornal português Diário de Notícias informa que a operação criminosa ocorre também em diferentes empresas instaladas no país. Entre elas estariam a PT e a consultora KPMG. Além disso, conforme o periódico lusitano, outras empresas têm recebido alerta de "software malicioso" que está tentando entrar nas máquinas para exigir, posteriormente, um resgate em bitcoins - uma moeda mundial que não é controlada por nenhum governo. 

De acordo com o Diário de Notícias, o vírus afeta apenas os usuários do sistema operacional Microsoft. O ataque é conhecido como "ransomware" porque "sequestra" arquivos no disco e depois pede resgate. Na Espanha, também estariam sendo afetadas companhias como a Iberdrola e o banco BBVA. O Centro Criptológico Nacional da Espanha, um organismo do serviço de inteligência do país, emitiu um comunicado há pouco informando que a Microsoft já havia alertado sobre essa vulnerabilidade no dia 14 de março e aconselhou que os usuários fizessem atualização dos sistemas. Em caso de dúvida, a recomendação é para que se desligue o cabo de rede dos computadores.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.