Na Otan, Trump defende contribuição "justa" de países membros

Trump discursou ao lado de líderes de diversos países, como a chanceler alemã Angela Merkel e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/05/2017 12:19

EMMANUEL DUNAND/AFP
Em visita à sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em Bruxelas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu uma contribuição mais "justa" dos países membros para grupo. Segundo Trump, muitas nações não pagam o que deveriam para a segurança mundial, o que acaba se tornando injusto com os americanos, diante da contribuição feita pelos Estados Unidos à Otan.

Trump discursou ao lado de líderes de diversos países, como a chanceler alemã Angela Merkel e a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May. Para o presidente americano, se os países contribuíssem mais a Otan, isso ajudaria a combater o terrorismo e tornaria a entidade mais forte.

Antes de iniciar seu discurso, Trump pediu um minuto de silêncio pelas vítimas do atentado de Manchester. Ele ressaltou a necessidade de se deter o terrorismo e ser forte e vigilante, classificando os terroristas como "perdedores". Para Trump, o atentado em Manchester mostra a necessidade de se focar na imigração.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.