Trump: Coreia do Norte 'desrespeitou' a China com último teste de míssil

Trump declarou na semana passada durante a cúpula do G7 que o "grande problema" da Coreia do Norte "será solucionado" e anteriormente advertiu que todas as opções estarão sobre a mesa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/05/2017 11:07

Washington, EUA - O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira que a Coreia do Norte deu um "tapa na cara" de seu principal aliado, a China, com o último teste de míssil balístico. "A Coreia do Norte mostrou uma grande falta de respeito com seu vizinho, a China, ao disparar outro míssil balístico. Mas a China está fazendo uma forte tentativa", tuitou Trump.


A Coreia do Norte lançou nesta segunda-feira seu teste de míssil balístico número 12, que caiu próximo ao Japão. O exército da Coreia do Sul afirma que o míssil viajou 450 km, enquanto o Japão considera que caiu em sua zona econômica exclusiva, que se estende a 200 milhas náuticas da costa.

O teste realizado, em desafio às advertências de sanções da ONU, ocorre em meio ao temor de que Pyongyang possa executar outro teste nuclear. Trump declarou na semana passada durante a cúpula do G7 que o "grande problema" da Coreia do Norte "será solucionado" e anteriormente advertiu que todas as opções estarão sobre a mesa.

Até agora, no entanto, Washington tem optado por sanções e pressões diplomáticas, enquanto mira na China, aliado mais próximo da Coreia do Norte, para que exerça uma pressão econômica sobre Pyongyang. Em uma entrevista à CBS News no domingo, antes do último lançamento, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, disse que uma guerra com a Coreia do Norte seria "catastrófica".
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.