Sanções americanas "vão complicar" relação entre EUA e Rússia, diz Putin

O Senado americano aprovou na última quinta novas sanções contra a Rússia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/06/2017 15:30

AFP/Kirill KUDRYAVTSEV
 
As sanções mais recentes contra a Rússia aprovadas pelo Senado americano "vão complicar" as relações entre Moscou e Washington, disse o presidente russo, Vladimir Putin. "Considero nocivas", disse Putin em entrevista gravada na última quinta-feira e exibida neste sábado (17/6) na TV russa.

O presidente, que afirmou ser "prematuro falar em uma resposta russa", advertiu que a Rússia terá que "se ajustar, fazer algo mais", como represália.

"Sejam quais forem as decisões tomadas do outro lado do oceano, não irão nos levar a um beco sem saída, nem à queda", afirmou o presidente russo.

O Senado americano aprovou na última quinta-feira novas sanções contra a Rússia, bem como uma disposição inédita, que impede o presidente Donald Trump de suspender qualquer sanção contra Moscou.

O texto tem que ser aprovado pela Câmara dos Representantes, onde seu futuro é incerto.

A Alemanha denunciou ontem o novo projeto de sanções contra Moscou, que ameaça a construção de um gasoduto russo para abastecer a Europa, por considerar que o mesmo prejudica seus interesses econômicos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.