Dois irmãos formalmente acusados na Bélgica por preparar atentado

Os dois irmãos, Akim Saouti, de 40 anos, e Khalid Saouti, de 37 anos, foram detidos junto com outras duas pessoas na noite de terça para quarta-feira em Anderlecht, enquanto uma quinta pessoa foi detida próximo a Lille, na França

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/07/2017 15:32

Dois irmãos suspeitos de preparar um atentado com um importante arsenal foram formalmente acusados e presos nesta quarta-feira em Bruxelas durante uma operação antiterrorista.


Os dois irmãos, Akim Saouti, de 40 anos, e Khalid Saouti, de 37 anos, foram detidos junto com outras duas pessoas na noite de terça para quarta-feira em Anderlecht, enquanto uma quinta pessoa foi detida próximo a Lille, na França.

Akim e Khalid são irmãos de Said Saouti, fundador dos "Kamikaze Riders", grupo de motociclistas vinculado ao extremismo, e planejavam atentados com "outros suspeitos", explicou a Procuradoria em um comunicado.

Durante a inspeção policial, encontraram armas kalashnikov, pistolas, munição, rádios e coletes à prova de balas, assim como uniformes de policiais, agentes de segurança e de socorristas, além de quatro explosivos.

Os Saouti são vinculados a Mohamed Karay, cuja prisão no fim de 2015 mexeu com a Bélgica e provocou o cancelamento das comemorações de Ano Novo por medo de um atentado, afirmou um porta-voz da Procuradoria belga, Eric Van der Sypt.

Said, de 30 anos, que fundou o grupo de motociclistas em 2003, foi condenado em outubro de 2016 por "participar de atividades de um grupo terrorista" recrutando pessoas. O tribunal correcional de Bruxelas justificou a sua decisão com inúmeros vídeos publicados na Internet em que fazia apologia ao extremismo.

 

Leia mais notícias em Mundo

 

Próximo a Lille, cerca de 30 policiais fortemente armados agiram para deter outro suspeito, um homem de 42 anos.

Os agentes derrubaram a porta com explosivos, contou uma vizinha, que descreveu o preso como um homem "muito encantador e educado".

Casos distintos


"Este caso é totalmente diferente" das investigações feitas na Bélgica pelos atentados que deixaram 130 mortos em Paris em 13 de novembro de 2015, planejados na Bélgica, e os ataques que causaram 32 mortes no aeroporto e no metrô de Bruxelas em 22 de março de 2016, afirmou a Procuradoria belga em um comunicado.

A investigação mostrou que uma mesma célula extremista preparou ambos os atentados reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI).

A Procuradoria afirmou também que as prisões desta quarta-feira não têm "nenhuma relação" com o atentado frustrado na estação central de Bruxelas, em 21 de junho, quando um homem suspeito de querer executar um ataque morreu ao explodir a sua mala cheia de detonadores no subsolo da estação.

A polícia deteve o fundador dos "Kamikaze Riders", Said Saouti, em 27 de dezembro de 2015 em Anderlecht, junto com Karay. Ambos supostamente planejavam atentados similares aos de novembro de 2015 em Paris. Entre os alvos, escolheram o Grand-Place de Bruxelas e a delegacia central.

Em outubro de 2016, Said Saouti foi condenado a seis anos de prisão, e Karay, de 27 anos, a três anos por "pertencer a um grupo terrorista".
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.