Papa Francisco faz apelo ao G20 por vítimas da fome e por refugiados

Segundo o papa argentino, é preciso, neste momento, "dar prioridade aos pobres, aos refugiados, aos que sofrem, aos evacuados, aos excluídos, sem distinção de nacionalidade, raça, religião, ou cultura

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/07/2017 10:05

AFP / Andreas Solaro - 02/07/2017


O papa Francisco pediu, nesta sexta-feira (7/7), aos líderes das 20 principais economias industrializadas e emergentes do mundo, o G20, que não se esqueçam das vítimas da fome na África, nem dos refugiados.

"Aos chefes de Estado e de governo do G20, assim como a toda comunidade internacional, lanço um apelo ao fundo do coração diante da trágica situação no Sudão do Sul, no lago Chade, no Chifre da África e no Iêmen, onde 30 milhões de pessoas não têm nada para comer e precisam de água", escreveu o papa em sua mensagem.
"Dar um apoio imediato a todas essas pessoas seria um gesto sério e sincero do compromisso a favor de uma reforma da economia mundial", insistiu.

Segundo o papa argentino, é preciso, neste momento, "dar prioridade aos pobres, aos refugiados, aos que sofrem, aos evacuados, aos excluídos, sem distinção de nacionalidade, raça, religião, ou cultura". O sumo pontífice pediu ainda que "parem a corrida armamentista atual" e que se reduza o nível de conflitos.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.